DESIGNLAB

Design, Tipografia e Multimédia.

Archive for Audiovisual

Plug&Play 2013

::: PLUG&PLAY ::: 2013 ::: Teaser from PLUG&PLAY on Vimeo.

Só um entrada muito rápida para lembrar que o Plu&Play 2013 já está aí à porta. Começa já amanhã, quarta-feira dia 10 e tem um programa de dois dias que faz inveja a muitas conferências ;)

PLUG&PLAY . Conferência de Design
10 e 11 Abril . Hard Club, Porto

Numa altura em que o termo “crise” domina a actualidade, nada faz mais sentido do que eventos anti-crise. É isso que propõe o Plug&Play, ciclo de conferências de Design de entrada gratuita que promove a livre circulação de conhecimento artístico.

A acontecer a 10 e 11 de Abril, a 4ª edição do Plug&Play regressa a um espaço icónico da cidade do Porto: Hard Club.

A natureza do evento continua fiel à das últimas edições, já que se pretende criar uma conexão entre o meio académico e profissional, onde estudantes da área têm o privilégio de contactar com alguns dos melhores designers nacionais e internacionais. Outro dos objectivos que mobiliza a realização deste projecto é a vontade de impulsionar a área do design,nas suas mais variadas disciplinas, no contexto da cidade do Porto.

Mais informações
http://plugandplay.pt/

Este ano só devo conseguir assistir a um pouco na manhã do segundo dia,… mas vou definitivamente fazer questão de marcar presença! A entrada é gratuita, por isso não há mesmo desculpa para não assistir.

O programa deste ano conta com, no dia 10:

E no dia 11:

Vai valer a pena!

Blender Conference

Arranca hoje a conferência de Blender na Audiência Zero: http://conference.blender-pt.com

A Blender-PT Conference 2010 é a primeira conferência realizada em Portugal, organizada pela equipa do fórum Blender-PT, para utilizadores e entusiastas do programa de modelação 3D Blender.
Esta conferência realizar-se-á nos dias 29, 30 e 31 de Outubro de 2010, nas instalações da Associação Cultural Audiência Zero.

Vão ser apresentadas conferências, feitas demonstrações, organizados workshops e ainda vai decorrer uma competição hoje à noite!

Vai valer a pena. Apareçam!

Francisco Providência @ UA

Estou neste momento a assistir à conferência do professor e designer Francisco Providêcia na conferência Interacçao 2010, agora… Confesso que entre a poetica de heideger e o meio de McLuhan o homem me perdeu enquanto espectador, graças a uma série de silogismos. De qualquer forma, mostra agora uma série de dispositivos desenvolvidos em parceria com os Professores Mário Vairinhos e Pedro Almeida. O trabalho vale definitivamente a pena revisitar – “vale mais a pena fazer exposições com um orçamento limitado”.

Mais informações: http://www3.ca.ua.pt/interaccao2010/oradores

Clive Dilnot @ UA

Só um post muito, muito rápido para reforçar a divulgação oficial:

Clive Dilnot, um dos mais destacados historiadores e teóricos do Design, com textos e comunicações de referência nesta área, vai estar na Universidade de Aveiro, no dia 15 de Abril, no Auditório do ISCA-UA, para duas conferências. As sessões, de entrada livre, têm início às 15h00, e estão integradas nas actividades de celebração do Dia do Design (World Graphics Day), que se assinala a 27 de Abril.

O orador convidado destas conferências estudou História e Filosofia da Arte no Falmouth College, no Courtauld Institute da Universidade de Londres, e na Universidade de Leeds. Ensinou na Universidade de Central Lancashire, na Universidade de Harvard, no Hong-Kong Polythecnic, na School of the Art Institute of Chicago e, actualmente lecciona na Parsons New School for Design, New School University, em Nova Iorque. Além de ser um dos mais conceituados historiadores e teóricos do Design é, frequentemente, convidado para dar aulas e conferências um pouco por todo o mundo.

Na Universidade de Aveiro, Clive Dilnot começa por se referir, às 15h00, ao tema «Design Futures in the Context of the Twenty-First Century». A partir das 16h45 será apresentado «The Politics of the Image or getting past Obama».

Estas sessões são organizadas pelo ID+: Instituto de Investigação em Design Media e Cultura, que a UA, através do Departamento de Comunicação e Arte, integra.

Vou ter aulas até às 16:00, por isso contem comigo para a segunda sessão!

Aliás, esta “vedeta” vem estragar alguns dos planos que ainda não são públicos, mas posso já adiantar para libertarem também a agenda para quarta-feira 14, à tarde (~15:00) para virem assistir a uma conferência sobre tipografia promovida pelo DeCA.

Links do dia: Storage & Videos

Format, Alan Warburton

Quem por aqui anda sabe que sou meio obcecado pela história e evolução dos computadores. A minha pasta de vídeos sobre o tema no disco do computador já conta com mais de 2 GB, e continua a somar. Desta feita, veio parar ao meu Vimeo uma animação de Alan Warburton feita em Maya + After Effects, muito bem ilustrada, sobre a  evolução dos formatos de armazenamento: Format: A Brief History of Data Storage. Vale a pena ver. Se conhecerem mais referências em vídeo, livros ou links mandem s.f.f.

Computers: An Illustrated HistoryAproveito para dizer que devorei a semana passada um livro que andava nos meus post-its há muito tempo: Computers: An Illustrated History de Christian Wurster. Quem me mostrou o livro há uns bons três anos atrás foi o Mário Moura e, desde então, tenho ficado à espera de o apanhar. Depois de perder a oportunidade de o comprar na Almedina (há cerca de um ano e meio), nunca mais o vi à venda nas lojas portuguesas. De certa forma, ainda bem. Na altura custava cerca de 15€ (barato), mas consegui compra-lo por cerca de 8€! Até foi um bom negócio…

IBM HDD, 1956

Já que estamos numa de revivalismos, aqui vai uma imagem que o meu Pai me mandou há dois anos atrás. Podia ler-se no email original:

In September 1956 IBM launched the 305 RAMAC, the first computer with a hard disk drive (HDD). The HDD weighed over a ton and stored 5MB of data.

BBS Documentary (Part 1 - Baud), Jason Scott

Já que estamos no assunto [de revisitar a história dos computadores], aproveito para divulgar um documentário de Jason Scott sobre a história das BBS. Encontrei-o a propósito da pesquisa que ando a fazer sobre o aparecimento e evolução das Comunidades Online. Tem 8 partes e mais de 5 horas de vídeo. Ainda só vi a primeira (mas o resto já está no iPod) e já posso confirmar a qualidade (geek) da coisa. É sempre espectacular ver nossos os “heróis” da Web a falar, tal como Ward Christensen, o “pai” das comunidades online. Dêem uma vista de olhos aqui: http://www.bbsdocumentary.com/ (o site é um bocado feio…), ou passem no Google e vejam o documentário: http://video.google.pt/videoplay?docid=-1731271864657931901&ei=NauDS7P-DZrj-AaR86ysDg&q=BBS+documentary+google&client=firefox-a#

Skank - Noites de um verão qualquer, Conrado Almada

Não tem nada a ver com o anterior a não ser o facto de ser um vídeo, mas… Excelente animação de Conrado Almada em stop-motion para o video dos Skank: http://blog.cchcreative.com.br/post/406945979/novo-clipe-do-skank-stop-motion-de-cair-o-queixo. Via mp do twitter @enoidago.

Meek & Muller conference @ Vimeo

Ultimamente, estou a tentar dividir os interesses deste blog com o Typeforge que me “pede” atenção que não disponho há já uns meses. No entanto, este post do Yves Peter no FontFeed é demasiado bom para deixar passar: 33pt Typography Symposium Lectures On Vimeo. Videos e mais videos à borla no Vimeo… como diz o Chris Anderson (o novo livro que estou a devorar, oferta da Catarina S.), o mercado dos bits não compete directa, ou linearmente com o mercado dos átomos. Traduzindo e remetendo para o capítulo 7 — Competing With Free, o registo destas conferências online de forma gratuita, tal como no caso das conferências da TED analisado no livro (p. 117), só aumenta o número de potenciais interessados em assistir às conferências presenciais pagas (átomos), e, a longo prazo, aumenta o número de receitas pela assistência presencial uma vez que cativam audiências num “mercado mais vasto”. Afinal de contas o Mundo é Plano (fantasma de leituras frescas…) Enfim… Já o Negroponte apregoava isto há mais de 14 anos atrás… Vês Catarina, como não só gostei do livro que me ofereceste, como já vou a meio?

20º Aniversário Photoshop

E por fim, já que estamos numa de história e revivalismos, quem diria que o nosso Photoshop já é maior de idade, saiu de casa e para o ano já está licenciado? Microsite de promoção dos 20 anos: http://www.photoshop20anniversary.com/?trackingid=FCRJR&lang=por Eu cá conheço-o desde pequenino ;)

P.S.: Dado que estou a separar os temas para optimizar o tempo de escrita nos blogs, aviso que logo à noite sai mais um conjunto de links no Typeforge. Passem por lá para dar uma vista de olhos: http://www.typeforge.net/blog/2010/02/28/this-week-in-type-free-is-also-elegant/

Sapificado!

Fui “sapificado” nos blogs do Sapo Campus: http://pamado.blogs.ua.sapo.pt/318.html

A aplicação em Processing retratada resulta de uma modificação de 3 linhas de um exemplo disponível na documentação da biblioteca OpenCV e não demora mais de 5 minutos a aplicar…

Mais sobre Processing? Vejam este post antigo: http://pedamado.wordpress.com/2008/03/22/processing-audiencia-zero/.

Processing  A Programming Handbook for Visual Designers and  ArtistsOu comprem os livros na minha loja da Amazon. Depois de devorar o manual do Shiffman inteiro, mais de metade do manual do Greenberg (na realidade este foi o primeiro que li), ainda continuo a preferir e recomendar o manual “oficial” do Reas e do Fry. Também recomendo o manual do Joshua Noble, mas para quem já tem bases e Processing e quer avançar para OpenFrameworks. Ainda não o acabei, aliás, só passei os olhos ainda, mas hei-de pegar nele nas férias (quando quer que estas sejam…). Aliás, agora que penso nisso, o principal problema dos dois primeiros manuais (Shiffman e Greenberg) é que, a dada altura precisamos de muita prática e conhecimentos de programação para lidar com as classes avançadas. Daí que ache o manual azul bem mais equilibrado, sem lhe faltar a profundidade suficiente (e a paginação e exemplos são bem mais bonitos!)

Frutiger: um homem a preto e branco

image

Comprei-o antes das férias e ficou na minha mochila (por abrir) durante tooooodddoooo o mês de Agosto… vindo Setembro e o reinicio do trabalho decidi ripar e por no disco para ver no comboio, mas só hoje consegui acabar de ver.

imageÉ fascinante vermos e ouvirmos os nossos ídolos e Frutiger não fica atrás… de uma fé  incrível, é impressionante ver a sua mão a desenhar. Do percurso após a escola, em Paris na Peignot, passando pela morte da mulher e ao regresso à Suíça onde ainda reside. Um dos gigantes do desenho de tipos que não deve em nada a Mathew Carter, ou a Zapf, Frutiger segue ainda a filosofia do desenho a preto e branco. É, ou não é. Uma mensagem simples, mas que às vezes sinto dificuldade em transmitir aos outros…

Confesso que a montagem e a música não me agradaram em nada. Preferia que tivesse sido o Gary Huswitt a realizar… mas não se pode ter tudo. São uns 45 minutos / 25€ bem investidos! Podem comprar directamente à Linotype (onde comprei):

http://www.linotype.com/98650/themanofblackandwhiteadrianfrutigerdvd-font.html

Confesso que já não sei onde vi os printscreens originais (no final de Julho… e o meu Google Reader não está a ajudar), por isso não consigo retribuir os créditos ao blog que me levou a este filme…

É claro que a visualização deste filme só fica completa com a leitura da “bíblia” do Frutiger. Também perdi a cabeça (há mais tempo) e comprei sem grandes hesitações. Tem as reproduções dos originais (Univers, Frutiger, Méridien,…) que vemos durante o documentário.

Adrian Frutiger Typefaces

Heidrun Osterer, P…

Aproximadamente 100€.

Mais informações, preview e printscreens aqui:

http://www.artfilm.ch/dvd.php?suche=dvds&id=adrianfrutiger&lang=e

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 129 other followers

%d bloggers like this: