DESIGNLAB

Design, Tipografia e Multimédia.

Archive for Associações

Actualização da lista de atalhos do Blender 2.5

PDF com a lista de atalhos do Blender 2.5, disponível para download no Scribd

Este fim-de-semana dei a formação de introdução à modelação com o Blender 2.5 na Audiência Zero, que já tinha anunciado aqui. Foi bastante bom (podia ter sido melhor, é verdade), principalmente para mim, porque me obrigou a aprender e sistematizar uma série de coisas antigas e outras novas sobre o Blender e sobre a modelação… Aproveito o lanço e a loucura provocada pelo cansaço para anunciar que estou a disponibilizar no Scribd uma lista de atalhos para a introdução à edição e modelação no novo Blender. A lista e o que foi leccionado na formação foi bastante extenso—74 comandos no total!… Por isso, aqui está, um pdf em alta, pronto para download e imprimir (já vai na 3ª versão ampliada e estou a trabalhar na próxima actualização):

Read the rest of this entry »

Workshop de Modelação 3D com Blender 2.5

Profundidade de Campo (Depth of Field - DOF) no Compositor do Blender 2.5

No próximo fim-de-semana vou dar uma formação de Modelação 3D na Audiência Zero (AZ), com a nova versão do Blender 2.5. Nos últimos posts fui deixando no ar a data, mas agora é definitivo—Sábado e Domingo 20 e 21 de Novembro.

Já há poucas inscrições disponíveis, por isso não percam a oportunidade e inscrevam-se já. O Workshop decorre nas instalações da AZ das 10:00 às 13:00 e das 14:30 às 18:30 está dividido em 4 módulos com os seguintes conteúdos* para cada um dos 4 blocos do fim-de-semana/formação…

Read the rest of this entry »

Die, Pumpkween, die!

Choose your weapon...

Pois é…  “matei a Polly” há precisamente 78 minutos atrás: http://forum.blender-pt.com/topic.php?id=539

Indeciso entre uma faca, uma faca de carne, ou um cutelo, apliquei neste fim-de-semana o golpe final na abóbora que andava a modelar para o concurso de Halloween do Blender-PT iniciado na passada Conferência na Audiência Zero. Desenho da geometria básica, aplicação de materiais, aos modifiers e texturas, etc… no final deu mais trabalho do que estava a contar, mas definitivamente, o dobro do gozo—os prémios continuam a ser atractivos (quero muito experimentar aquele SpaceNavigator), mas há muita gente a participar com bons modelos… (ainda tenho um restinho de esperança)

Polly Pumpkween is dead. Long live Polly! Entrada pessoal no concurso do Blender-PT

O processo neste fim-de-semana, ou melhor, num pouco do Sábado e num pouco deste Domingo (entre o almoço e jantar de famíla) consistiu em fazer um upscale à geometria da abóbora—que começou em poly-by-poly—através de box modelling, com e sem o Proportional Editing ligado. Depois apliquei os modifiers (essencialmente o Subsurf), mas com o cuidado de tentar manter os vincos pretendidos. Por fim, não consegui carregar as texturas como queria—por um lado por não arranjar imagens de texturas de abóboras com qualidade, por outro porque só tinha pouco mais de uma hora para o acabar… apliquei só uma textura com mapeamento UV à língua. Esta, apesar de estar no sítio, não ficou à escala—precisava se mais “miudinha”— mas já foi um grande avanço.Dá para ter uma ideia do que aí vinha para a pele da abóbora, certo?

Time-lapse dos passos finais no Vimeo

Apesar de não se notar (muito), mudei a faca para um cutelo e calibrei as luzes do interior da abóbora. Desta feita, voltei a  fazer um time-lapse dos últimos passos… mas ainda sou muito trengo com esta nova versão do Blender—o trabalho foi todo feito com o Blender 2.54 e 2.55. Alguns dos render iniciais foram testados com o LuxRender 0.71 (ainda vou deixar um a fazer hoje à noite, para ver se o modelo já entra bem com o Subsurf e os vincos sem auto-smooth). Podem ver na minha página do Vimeo: http://www.vimeo.com/16600869

Blender Foundations: The Essential Guide to Learning Blender 2.5Um factor crucial para a diversão e motivação foi ter conseguido ler aproximadamente as primeiras 100 páginas do livro Blender Foundations: The Essential Guide to Bldender 2.6 do Roland Hess—essencial para os iniciados e para quem quer fazer a transição do 2.49 para esta nova versão!

Deu para relembrar uma série de atalhos que já me tinha esquecido e para aprender uma série de técnicas que ainda não domino… O livro é bem melhor do que o da versão 2.42, que já aqui recomendei anteriormente—explica muito bem todos os passos iniciais, de forma bastante ilustrada e completa. Tal como se apresenta no início, não é um manual de referência das opções do software, mas sim um manual de todos (!) os processos necessários para a realização de uma animação dentro do Blender.  Ensina ainda a usar o node compositor—com o que hei-de experimentar fazer um render com profundidade de campo (Depth of Field—DOF) dentro do Blender! Até hoje este manual da Focal Press parece-me o melhor que já li (e acreditem que já passei os olhos por quase todos os manuais que estão publicados—Packt, Sybex, APress, FriendsofEd, FCA,…). Enfim… recomendo MUITO!

Para a imagem final, ficou a faltar fazer/experimentar:

  • Textura UV da abóbora exterior e interior (tenho que melhorar o corte por seams… o desdobramento UV ficou muito confuso…);
  • Melhorar/levantar o sangue (tensão superficial) junto da língua e por baixo da abóbora;
  • Melhorar a textura da língua (usar uma língua de vaca?);
  • Fazer o render com o Node Compositor + DOF);
  • Comparar o render com renders feitos com o LuxRender e com o LuxRays/SmallLuxGPU (este último ainda não o instalei, talvez no próximo fim-de-semana)

Cartaz de Divulgação do Workshop da AZ

E pronto… foi uma aventura! Já agora não se esqueçam—no fim-de-semana de 20 e 21 de Novembro vou dar um workshop de Modelação 3D com Blender 2.5 na AZ. Ajudem-me a divulgar e apareçam: http://www.audienciazero.org/index.php?option=com_cct&task=view&id=147

Blender 2.55 Beta com LuxRender

Splash screen da nova versão

Graças ao post do Mags no Blender-PT, soube agora que já está disponível o novo Beta do Blender 2.5 aqui: http://download.blender.org/release/

Instalei para experimentar e já configurei o LuxRender. Vem mesmo a calhar, porque estava a dar em doido com os quirks na interface da minha versão, que espero já não existirem e, para além do mais, acho que tinha estragado o meu LuxBlend hoje de manhã… veio mesmo a calhar, esta nova versão!

Printscreen do site oficial

Aproveitei e fiz um pequeno tutorial no post do Mags a explicar como colocar o LuxRender a trabalhar com o Blender. Aqui vai uma réplica ligeiramente editada:

O LuxRender, é um motor de render (physical/unbiased) alternativo ao(s) renderer(s) do Blender para quando se precisa de imagens (muito) realistas. Qualquer coisa parecida a usar a opção de Ambient Occlusion em esteróides!Para este motor funcionar correctamente, é necessário preparar os ficheiros da cena para o render. Como que “traduzir”o comportamento das luzes, dos materiais, etc, para o LuxRender poder interpretar, uma vez que os algoritmos são diferentes.

Para isso existe uma framework de exportação + um  script (LuxBlend25) que automatizam a maior parte do trabalho. É apenas necessário mapear algumas definições no Blender. Ora então um guia rápido:
1. Descarregar o Renderer:
http://www.luxrender.net/v/download

2. Instalar o Renderer (basta correr o instalador);

3. Descarregar a framework de exportação necessária:
http://src.luxrender.net/exporterframework

A nova versão 2.5 do Blender já têm a framework incluída. Se for a vossa, ignorem o passo 3 e 4.

4. Colocar a framework no sítio indicado:

Once you have an unpacked copy on disk, you should copy the folder named “extensions_framework” into your <blender scripts>/modules/ folder. Alternatively, you can save the files at any location you like and add the path to the “Scripts” path in Blender’s preferences.

5. Descarregar o Script de exportação:
http://src.luxrender.net/luxblend25

6. Coloca-lo no sítio indicado:

Once you have an unpacked copy on disk, you should see a folder called “src”. Inside this folder, there is a folder called “luxrender”. Copy this “luxrender” folder into your <blender scripts>/addons/ folder.

As instruções para a instalação estão todas aqui:
http://www.luxrender.net/wiki/index.php?title=LuxBlend_2.5_installation_instructions

Depois basta apenas arrancar o Blender e configurar algumas opções:

7. Activar o renderer nas preferências do programa

8. Escolher o novo motor de render no viewport 3D

9. Configurar os materiais, luzes e câmaras

10. Configurar as opções de Render—não esquecer de indicar a localização da instalação do LuxRender e de activar a opção “Run Renderer”

11. Correr o Render e esperaaaaaaaaaaaar….

Polly Pumpkween

Teste rápido (~2:30) com o LuxRender (non-biased renderer) no Blender 2.5—adoro a língua!

Acabei de desenhar a geometria básica e estive a testar alguns renders de geometria com luzes simples*.

Para já fica assim. Vou colocar online no fórum Blender-PT (http://forum.blender-pt.com/topic.php?id=529), mas, na próxima sexta-feira, vou redesenhar a geometria toda e tentar um render no LuxRender completo (quem sabe quanto tempo demorará) já com a versão 7.1 deste motor (tenho que actualizar o meu Blender).

Teste de Time-lapse da evolução do modelo no Vimeo (construído com a ferramenta gratuita Time Lapse Assembler)

Nessa altura vou ter que ter mais atenção aos polígonos (não pensei que se notasse tanto as falhas), e vou ter que arranjar maneira de ter as curvas bem suaves ao mesmo tempo que mantenho os vincos de quebra (especialmente na língua) bem marcados. O Belerique bem que me avisou (obrigado Luís), mas a preguiça e a pressa são inimigos de… bom… tudo! De qualquer forma, assim até vai ser mais rápido e limpo para fazer um time-lapse como deve ser (vejam a experiÊncia que fiz ontem: http://www.vimeo.com/16449337)

Geometria em modo perspectiva no ficheiro de teste do LuxRender

Por fim, o meu Blender 2.5 está a dar-me muitos problemas. Vou ter que descobrir o que são, ou contornar:

  • a emulação das teclas numéricas “cola”;
  • o viewport atrofia com os comandos de navegação;
  • O LuxBlend gera um ficheiro corrupto a partir dos meus originais (é algures no ficheiro, apesar de se queixar da geometria)…

Mas pronto. Para já… fica uma galeria com mais imagens. Espero que gostem. Digam coisas!

Blender numa sexta-feira chuvosa

Bone Rig do modelo do barco a pedais do Rogério Perdiz

O primeiro dia correu muito bem! Apesar da chuva e do frio, que já começam a dar sinal de vida no norte, lá foram aparecendo os participantes.

Apresentações "flash" do Rogério Perdiz

Um pouco depois das 16:00 arrancaram as apresentações em formato mais ou menos livre com o Rogério Perdiz a demonstrar vários aspectos novos do Blender 2.5 — como conseguir um render realista, depois mostrou um rig absolutamente fenomenal de um modelo de um barco a pedais em que apenas um osso controla o movimento da corrente, rodas dentadas, e pedais… no final mostrou o rig e controlos das personagens que está a criar para a sua nova animação. Geniais.

Apresentação do primeiro prémio do concurso de modelação—um SpaceNavigator. Da esquerda para a direita—Pedro Ângelo, Rui Campos e Luís Belerique

Depois de um intervalo para café e lanche (com bolinhos!) proporcionado pelo Rui Campos, anunciaram os prémios do concurso “sprint” de modelação com o Blender sob o tema “Halloween”. Para além dos DVDs e dos autocolantes de Blender, o primeiro prémio é um Space Navigator da 3DConnexion Estou super entusiasmado, e acho que hoje não prego olho!… vou arriscar um sprint pessoal com o Blender 2.5! Ah… e para quem estiver interessado, o concurso está aberto a toda a comunidade Blender-pt. As regras são criar um modelo em Blender, e publicar o processo no fórum: http://forum.blender-pt.com. Até Domingo às 17:00!

Bolinhos e no intervalo!

Por fim, o Rogério mostrou a versão copper do Orion Tear e falou um pouco do desenvolvimento desta sua animação que criou sem internet, sem orçamento, e sem recorrer a mais software…

Por fim, acabámos por tirar uma foto de grupo, espero que postem rapidamente… foi um momento… geek ;)

Sessão de dúvidas com Rui Campos e Pedro Varela: Blender para Arquitectura

Confesso que aproveitei para por umas dúvidas em dia, para conhecer melhor o Rogério e para por a conversa em dia com o Luís Belerique e com o Pedro Ângelo. Amanhã volto para mais (só durante a manhã) e estou à espera de aprender mais um pouco sobre Blender (hoje foi o dias das Latices) e, quem sabe, mostrar a facilidade de uso do LuxRender?

Blender Conference

Arranca hoje a conferência de Blender na Audiência Zero: http://conference.blender-pt.com

A Blender-PT Conference 2010 é a primeira conferência realizada em Portugal, organizada pela equipa do fórum Blender-PT, para utilizadores e entusiastas do programa de modelação 3D Blender.
Esta conferência realizar-se-á nos dias 29, 30 e 31 de Outubro de 2010, nas instalações da Associação Cultural Audiência Zero.

Vão ser apresentadas conferências, feitas demonstrações, organizados workshops e ainda vai decorrer uma competição hoje à noite!

Vai valer a pena. Apareçam!

Reabertura do LCD (live)

(captura da emissão ao vivo no UStream)

Em directo das instalações da Audiência Zero, a apresentação da reabertura das sessões do Laboratório de Criação Digital

Após umas bem merecidas férias, o LCD está de volta, cheio de novidades fresquinhas. Como já vem sendo habitual por esta altura do ano, a nossa primeira sessão do LCD de Setembro vai ser uma sessão aberta ao público de apresentação do laboratório, da nossa equipa e dos projectos que estamos a preparar para esta edição.

http://labcd.org/2010/09/17/reabertura-do-lcd/

Se estiverem por aí e virem isto liguem-se ao canal do LCD no UStream: http://www.ustream.tv/channel/lcdlab. Se só virem isto mais tarde… vejam na mesma o vídeo para ficarem a conhecer.

Muitos projectos, muitas actividades:

  • CNCs;
  • Workshops de Stencil (caseiro) para T-Shirts;
  • Geradores de electricidade;
  • Electrónica;
  • Encontros de laboratórios;
  • Game developing;

Vale a pena conhecer e manter debaixo de olho. Passem pelo LCD quando tiverem oportunidade!

P.S.: Vejam mais videos no cana da AZ: http://www.youtube.com/user/audienciazero

Dave Crossland @ Hacklaviva

2010-06-19 Font Workshop @ Hacklaviva

No sábado deu um pequeno workshop. Na próxima terça (amanhã), pelas 21:30, vai dar uma conferência sobre desenho e implementação de fontes: http://hacklaviva.net/2010/06/e-ja-amanha-a-b-c-oficina-de-tipografia-livre/

[update]

Imagem da divulgação

A conferência já foi divulgada no site, e já se pode ler o programa no site do Hacklaviva: http://hacklaviva.net/2010/06/hoje-font-secrets-revealed-dave-crossland-hacklaviva/

No passado sábado o Dave Crossland esteve no Hacklaviva, a convite do Ricardo Lafuente, para fazer um pequeno workshop em formato de jogo sobre desenho e implementação de fontes no Fontforge. A manhã foi ocupada por uma divertida e muito prática metodologia de desenho de letras em colaboração. Para isso usou os conhecimentos que adquiriu em Reading e utilizou parte do método de Frank Blokland (Arquétipo Tipográfico).

Iniciou com uma breve exposição (sempre de forma muito prática) recorrendo a um ficheiro de Inkscape para demonstração dos conceitos. Começámos a desenhar as letras “n” e “o”. Após uma ronda de selecção, elegeu-se um espécime e voltamos a desenhar as letras, mas com o objectivo de escrever “shoplift”. Progressivamente o desenho do tipo ia sendo definido, como podem ver nas poucas imagens que fiz durante o Workshop.

Hacklaviva sketch @ Fontstruct

Na parte da tarde acabámos de desenhar algumas características, através das restantes letras “e”, “a” e “d”. O Dave começou a demonstrar como desenhar e aplicar em Fontforge, mas infelizmente o tempo não deu para mais… o final da tarde seguiu-se com outros eventos. Entretanto, no Sábado à noite e no Domingo estive a fechar algumas ideias sobre a fonte para não perder o desenho, e para poder partilhar no Fontstruct.

Amanhã à noite vamos poder ver mais e melhor. O Dave é um tipo porreiro e muito acessível. O Hacklaviva é um espaço informal, como fica na Baixa, talvez dê para ir beber um copo depois… Apareçam!

Dave Crossland, para além de fundador da Open Font Library, é um activista pelo uso do software livre nas esferas criativas, percorrendo o mundo para mostrar como podemos criar alfabetos e tipos de letra com recurso a ferramentas livres. Entre outras muitíssimas contribuições para a cultura livre, Dave Crossland é também o autor da lindíssima Cantarell.

Criação, Tecnologia, Caligrafia e Tipografia

Cartaz de divulgação da Mostra de Projectos LCD

Esta entrada não é bem um post dos links do dia, mas, como são demasiado importante para não divulgar, deixo aqui um par de eventos na Audiência Zero e uma série de entradas a não perder. Os primeiros dedicados à tecnologia e electrónica.

Mostra de Projectos LCD 2010, hoje, Sábado 15 de Maio pelas 21:00. Não percam. Já estive presente  numa mostra e vale a pena. Muito boas ideias, projectos interessantes e aplicações de tecnologia espectaculares!

No próximo dia 15 de Maio de 2010 a partir das 21h00, o LCD abre as suas portas ao público em geral para mais uma mostra de projectos. Trata-se de um evento informal, e uma excelente oportunidade de conhecer os membros do LCD, o seu trabalho e o espaço que temos vindo a remodelar aos poucos desde Setembro do ano passado.

A entrada é livre e todos são bem-vindos.

http://labcd.org/2010/05/05/mostra-de-projectos-lcd-2010/

Cartaz de divulgação da aula

Aula prática de introdução à electrónica. 27 de Maio das 20:00—00:00.

Para quem quer dar os primeiros passos nas instalações artísticas manipuladas por computador ou dispositivos electrónicos ou digitais como o Arduino esta é uma aula a não perder!

(Confesso que estou muito inclinado para me inscrever e, se arranjar companhia vou fazê-la. Só estou à espera de uma boa desculpa. A verdade é que nesta data estou super atarefado até porque no dia 28 vou fazer-me à estrada bem cedo de manhã…)

As aulas práticas do LCD são uma forma dos membros do laboratório poderem partilhar com a comunidade o conhecimento que vão adquirindo durante o desenvolvimento dos seus projectos.

Estas aulas consistem em sessões de trabalho orientadas com entre duas a quatro horas em que os participantes se envolvem na execução de mini projectos que lhes permitem adquirir e partilhar conhecimentos teóricos e práticos de uma forma informal.

Estas actividades arrancam já no próximo dia 27 de Maio com uma introdução à electrónica através da montagem de circuitos simples.

http://labcd.org/2010/05/14/aulas-praticas-lcd/

Caligrafia por Hermann Zapf

Para quem gosta de caligrafia, ou acha que as letras são uma coisa que aparece apenas nos menus do MS Word, fica aqui uma pérola do passado—um documentário onde o Hermann Zapf explica a sua abordagem aos desenho de letras (caligrafia ou exercícios de lettering livre) com aparo e com esferográfica.

Segundo os comentários, é um documentário dos meados dos anos 60 onde os computadores estavam a dar os primeiros passos… melhor do que isto é muito difícil! Mesmo!

Vejam aqui: http://vimeo.com/5385464

Cadernos de Tipografia 16

Já está cá fora a última edição dos cadernos de tipografia editados por Paulo Heitlinger. Mais uma vez, nesta edição encontramos uma série de artigos de elevado interesse e raridade no panorama nacional. Já folheei o PDF e saltam à vista peças como os novos pictogramas e mapas e o trabalho de Carlos Rosa, a exposição Letras de Chumbo e a publicação de Livros de Provas de Jorge dos Reis, o destaque à Tipos Latinos 2010 juntamente com um panorama da tipografia latino-americana actual e os primeiros tratados de caligrafia em Portugal. Qualquer um destes temas é motivo de interesse e de orgulho para os Tipófilos latinos.

Por outro lado, esta edição também vem acentuar uma tendência que se tem verificado nas últimas edições. Heitlinger tem vindo a publicar artigos que pouco ou nada se relacionam com a Tipografia e, nesta edição, mesmo muito pouco com Design de Comunicação. Falo do caso das duas peças finais dedicadas à mobilidade ciclável urbana!… Todos nós temos as nossas paixões, eu sei disto—sempre que o tempo permite vou na minha bicicleta urbana para a Universidade. Tudo bem que estas peças até estão no final… mas levam um destaque na capa?! Enfim… espero que tanto esta preciosa e única publicação portuguesa, como o seu autor não se percam mais em temas paralelos no futuro…

Descarreguem a última edição no site oficial: http://www.tipografos.net/cadernos

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 128 other followers

%d bloggers like this: