DESIGNLAB

Design, Tipografia e Multimédia.

Archive for Escolas

Uso das Tecnologias da Comunicação

Screenshot 2013-10-30 12.14.02

Conferência Uso das Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior Português
Universidade de Aveiro, 7 de fevereiro de 2014
http://cms.ua.pt/TRACER/node/115

O CETAC.MEDIA / Projeto Tracer está a organizar uma conferência sobre o papel que as Tecnologias da Comunicação (TC)—nomeadamente a Web 2.0— têm vindo a assumir na transformação da nossa sociedade.

Esta conferência, organizada no âmbito do projecto TRACER (http://cms.ua.pt/TRACER/), tem por objetivo promover o debate sobre a utilização das TC no Ensino Superior Português (ESP), e destina-se a docentes, investigadores, estudantes de pós-graduação, gestores e responsáveis de IES. As comunicações, que serão reunidas numa publicação que será disponibilizada em acesso aberto, deverão focar-se na apresentação e discussão de resultados de trabalhos de investigação relevantes para a temática da conferência, incluindo quer trabalhos relacionados com o impacto do uso das TC em sala de aula ou em comunidades online quer estudos sobre o desenvolvimento e avaliação de novas soluções tecnológicas.

[...]

Datas importantes

  • Submissão de resumos alargados de artigos ou pósteres: 15 de novembro de 2013
  • Comunicação da decisão do painel de avaliação: 30 de novembro de 2013
  • Submissão das versões finais dos artigos ou pósteres: 31 de dezembro de 2013
  • Inscrição (gratuita) dos autores dos artigos ou pósteres: 31 de dezembro de 2013
  • Inscrição (gratuita) dos participantes: 17 de janeiro de 2014
  • Conferência: 7 de fevereiro de 2014

A data limite de submissão de resumos alargados (3 páginas) é o próximo dia 15 de Novembro. A participação na conferência é gratuita. Participem e/ou vemo-nos por cá! ;)

Via Prof. Fernando R.

Plug&Play 2013

::: PLUG&PLAY ::: 2013 ::: Teaser from PLUG&PLAY on Vimeo.

Só um entrada muito rápida para lembrar que o Plu&Play 2013 já está aí à porta. Começa já amanhã, quarta-feira dia 10 e tem um programa de dois dias que faz inveja a muitas conferências ;)

PLUG&PLAY . Conferência de Design
10 e 11 Abril . Hard Club, Porto

Numa altura em que o termo “crise” domina a actualidade, nada faz mais sentido do que eventos anti-crise. É isso que propõe o Plug&Play, ciclo de conferências de Design de entrada gratuita que promove a livre circulação de conhecimento artístico.

A acontecer a 10 e 11 de Abril, a 4ª edição do Plug&Play regressa a um espaço icónico da cidade do Porto: Hard Club.

A natureza do evento continua fiel à das últimas edições, já que se pretende criar uma conexão entre o meio académico e profissional, onde estudantes da área têm o privilégio de contactar com alguns dos melhores designers nacionais e internacionais. Outro dos objectivos que mobiliza a realização deste projecto é a vontade de impulsionar a área do design,nas suas mais variadas disciplinas, no contexto da cidade do Porto.

Mais informações
http://plugandplay.pt/

Este ano só devo conseguir assistir a um pouco na manhã do segundo dia,… mas vou definitivamente fazer questão de marcar presença! A entrada é gratuita, por isso não há mesmo desculpa para não assistir.

O programa deste ano conta com, no dia 10:

E no dia 11:

Vai valer a pena!

Personal Views 6

Imagem do poster de divulgação oficial

Só uma entrada muito rápida para ajudar a divulgar a nova edição da série de conferências Personal Views na ESAD. Tenho sido um cliente fiel destas conferências sem rival, comissariadas por Andrew Howard. Fico um pouco louco só de pensar que, este ano, infelizmente, não vou poder assistir às primeiras duas conferências por motivos profissionais…

  • Rick Poynor, 9 de Novembro;
  • Tony Brook, 14 de Dezembro;

Enfim…  dois convidados de peso, absolutamente imperdíveis. Mas não se pode ir a todas. espero que alguém assista e resuma online. ou que os registos de vídeo fiquem disponíveis rapidamente.

Depois seguem-se uma série de conferências que espero poder assistir:

  • Heitor Alvelos, 18 de Janeiro;
  • Why Not Associates, 22 Fevereiro;
  • R2, 15 de Março;
  • Michel Bouvet, 19 de Abril;
  • Cyan, 17 de Maio;
  • Ellen Lupton, 7 de Junho;

Marquem já no calendário, porque conferências como estas há poucas! Recomendo vivamente. Mais informações:

Foi muito bom!…

Porque ainda encontro muita gente que me pergunta como correu o III Encontro de Tipografia, acho justo dar uma resposta curta e definitiva – foi bom… foi muito bom! Atrevo-me mesmo a dizer sem qualquer pudor, que, apesar de bastante diferente, foi muito melhor que a conferência que organizámos no ano passado em Aveiro.

A organização está definitivamente de parabéns. Foi incansável em garantir a qualidade de todos os pormenores do evento. Mas, porque apenas uma mensagem curta de apreço não chega, fica aqui a promessa de um artigo mais completo, para breve, com um resumo do que se passou e com algumas imagens.

E não se esqueçam. Para o ano há mais, em Castelo Branco. E já me chegou aos ouvidos que também já há uma organização em curso para 2014!… mas uma coisa de cada vez. Mantenham-se sintonizados! ;)

Workshops de Tipografia

Pormenor do site

Ainda a propósito do III Encontro de Tipografia, aproveito para divulgar os workshops que se vão realizar como pré-programa da conferência. São gratuitos para estudantes (que é uma coisa rara nos dias que correm – a organização está de parabéns!) e para o público em geral fica bastante acessível.

Vai ser abordado o Type Design, o resgate tipográfico urbano e a composição em chumbo. Esta é daquelas oportunidades a não perder. Aqui fica a divulgação enviada pela organização da conferência:

Realização de 3 workshops em antecedência ao Encontro versando sobre as seguintes temáticas:

Workshop 1: Creating type: an introduction to type design
Workshop 2: Photo found typo
Workshop 3: Letterpress

A participação nos workshops é gratuita para alunos das escolas artísticas/design por ordem de inscrição até ao limite máximo de vagas disponíveis.

Público geral: 20€ por inscrição até ao limite máximo de vagas disponíveis.

Para mais informações e inscrições, por favor consultem o nosso website: http://www.esmae-ipp.pt/3et

Provas Públicas de Projectos Editoriais

Mapa das Provas Públicas dos Mestrandos da 1.ª Edição do MDGPE

A semana passada recebi do Prof. Eduardo Aires um email com o mapa das provas públicas da primeira edição do Mestrado de Design Gráfico e Projectos Editoriais da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Por afinidade com os professores, colegas e amigos envolvidos neste projecto, confesso que estou muito curioso para assisstir aos primeiros¹ resultados.

Vou lá dar um salto ainda Hoje à tarde dei lá um salto para assistir às provas da Joana Sobral. Orientada pelo Prof. Aires e pelo Prof. Mário Moura a prova tem teve como arguente o João Fernandes. Nada mais, nada menos do que o director do Museu de Serralves—é neste tipo de detalhes que acho que a direcção do mestrado se está a portar muito bem—as relações com a sociedade e especialistas da área estão a ser bem exploradas. Ainda não sei se João Fernandes tem experiência neste tipo de provas, nem sequer sei se é doutorado (um requisito normal para a arguição de provas, mas que pode ser contornado), por isso estou expectante para ver a mas isto não o impediu de fazer um brilharete na arguição.

Depois da exposição mais ou menos cuidada de Joana², João Fernandes levantou montes de questões sobre a própria história e conceito do que é um livro de artista. A intervenção foi pouco ou nada interactiva com a candidata, que de uma forma ou de outra acabou por responder. Mas, definitivamente, quem me impressionou pela capacidade de articulação com várias actividades de criação e conhecimento técnico, bibliográfico e histórico sobre os livros de artista foi o Director do Museu de Serralves. Por um lado pode ser mais “pés assentes na terra”, mas por outro… Valeu a pena. Acho que este Domingo vou voltar a Serralves só para ver se eles ainda têm lá parte da colecção de livros na Biblioteca!… Valeu a pena.

De qualquer forma, se tudo correr como previsto, ainda lá passo novamente na próxima quarta-feira para ver as provas da Ana Luísa Candeias. Mais uma vez orientada pelo Prof. Eduardo Aires, mas desta vez co-orientada pelo Prof. António Modesto. Como já aqui disse, qualquer oportunidade de ouvir o Prof. Modesto falar é um privilégio. A arguição fica à responsabilidade do meu colega do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, o Prof. Francisco Providência. Já tenho tido oportunidades de o ouvir falar, e mesmo conversar com ele. Por isso, estou à espera de uma arguição bem carregada, e espero que a Ana Luísa “dê luta”, porque este é o tipo de prova que se pode tornar muito interessante para a assistência—recomendo!

1. Como alguns sabem, co-orientei o trabalho prático (desenvolvimento de uma fonte Open Type) e a dissertação do Diego Henrique, que, para além de o ter apresentado na última ATypI em Dublin, já completou as provas no passado dia 20 de Outubro de 2010.

2. Conheço ainda muito pouco sobre estes objectos de criação artística, sendo a Johanna Drucker minha única referência na área. Como não li a dissertação, nem vi o objecto final, fiquei só com as impressões recolhidas durante a apresentação… Achei que a apresentação da contextualização durante a prova foi superficial, concentrando-se demasiado a partir da década de 1960—aspectos realçados por João Fernandes. Também se alongou na explicação da criação de um objecto pessoal, sem perceber muito bem porque o fez… Mas é provável que eu não tenha prestado atenção suficiente, o meu índice de atenção anda por baixo… As imagens, apesar de pequenas, pareciam muito interessantes. Quando estiver de novo online, tento pesquisar a dissertação na Biblioteca da FBAUP. No fim do dia, pareceu-me interessante—vou querer ler mais um pouco!

Mestrado em Ilustração e Animação

Imagem da divulgação (via email da Marta M.)

Já começa a ser um hábito fazer divulgação à “concorrência” neste blog. O MIA é uma das novas ofertas de formação académica em áreas adjacentes dos meus interesses pessoais que recomendo. Não só pela qualidade que o IPCA tem apresentado nos trabalhos dos alunos e professores (mesmo para além das minhas ligações óbvias à equipa que o está a construir…) , mas também pela qualidade e profundidade do plano curricular. Apesar de não perceber/concordar com a UC de Fundamentos de Computação no segundo semestre, este plano curricular demonstra um interesse e vocação especializada do curso sem descurar as competências transversais necessárias adquirir nesta área. Assim é natural poder ler no site:

O mestrado em Ilustração e Animação visa formar profissionais preparados para trabalhar em duas áreas emergentes, a Ilustração e a Animação, de forma multidisciplinar e respondendo assertivamente às necessidades do mercado actual e global. Tendo por base a comunicação visual, da vertente artística à vertente comercial, pretendemos oferecer uma formação completa, na qual os formandos possam optar pelo desenvolvimento de um projecto final coerente com as suas competências e preferências, seja ao nível da ilustração ou da animação, ou ainda em ambas, construindo um projecto ambivalente.

http://www.est.ipca.pt/index.php?module=pagemaster&PAGE_user_op=view_page&PAGE_id=132&MMN_position=79:54

Se estudam na área da criação visual e ainda estão indecisos, este é definitivamente um concorrente de peso na oferta de mestrados actuais!

Fontstructions Made in DeCA

Primeiros exemplares do livro do Projecto Tipográfico–Espécime

Já temos os primeiros exemplares do livro com os resultados do trabalho de desenvolvimento tipográfico dos alunos do DeCA. Para quem não sabe do que se está a falar aqui, deixo o excerto que se pode ler na introdução:

O Projecto Tipográfico resultou do cruzamento da dedicação da Prof. Olinda Martins, docente da disciplina, com o projecto de investigação a ser desenvolvido pelo Prof. Pedro Amado no âmbito do Programa Doutoral em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais. Esta colaboração teve origem no ano lectivo de 2008-09, num formato mais reduzido, mas, dado o interesse e dedicação de todos os participantes, foi ampliado dando origem aos resultados presentes nesta publicação.

Este livro conta também com um texto da autoria do Designer Rui Abreu que esteve presente no DeCA para dar uma conferência sobre Type Design. Rui apresenta o seu ponto de vista e resume a experiência de uma forma muito clara e objectiva.

Pormenor do interior do livro

No que diz respeito ao trabalho, os alunos estiveram à altura e desenvolveram fontes muito interessantes. Algumas chegaram a ser alvo da interacção online com utilizadores externos no Fontstruct. No final, todos eles desenvolveram e imprimiram um espécime da Fontstruction baseado num template (ver imagem abaixo) com o objectivo de editar este livro.  A produção ainda não está terminada, mas já temos os primeiros exemplares. No final, todos os alunos ficarão com um livro idêntico, sobrando ainda meia dúzia para mostrar e quem sabe distribuir? Vamos ver…

Aqui fica a lista de todas as Fontstructions desenvolvidas,  patentes no livro editado:

Pormenor do interior do livro

Estejam atentos também ao que os autores das fontes também estão a desenvolver (como por exemplo no caso da Adaptoni Caps—já existe uma versão Sans a caminho). É claro que há uma série de aspectos que podem ser melhorados no futuro. Mas, considerando que esta foi a primeira abordagem ao Type Design e especialmente ao Fontstruct por parte dos alunos, foi realmente um resultado muito positivo.

Mais informações e fotografias sobre o desenvolvimento do projecto no Blog da disciplina: http://tipografia.blogs.ua.sapo.pt/

Pormenor da exposição dos alunos do 1º Ano

Pessoalmente, estou muito contente com os resultados. Aliás, esta foi uma opinião partilhada por muitos dos visitantes que já tiveram oportunidade de ver a exposição final de Design nas Catacumbas do DeCA. Se ainda não passaram por lá, aproveitem que está só até sexta-feira. Fica aqui o link para o Flickr da prof. Olinda, onde podem ver mais um conjunto de fotos da exposição.

O Ensino da Tipografia em Portugal

Cartaz da conferência

Depois da colaboração com a Marina Chaccur para uma pequena peça sobre o panorama tipográfico português, desta feita vou acompanhar a Prof. Olinda Martins na Conferência da ESAD.CR sobre o Ensino da Tipografia em Portugal.

28 de Maio
Conferência em torno do ensino da Tipografia
ESAD.CR 2010, Grande Auditório

http://www.esad.ipleiria.pt/

A Prof. Olinda vai apresentar a disciplina e o desempenho da tipografia no curso de licenciatura de Design da Universidade de Aveiro (após a entrada de Bolonha) e eu estarei lá para ajudar a falar sobre a última colaboração que estamos a desenvolver na disciplina dela. A par do trabalho de Doutoramento, têm sido dias muito preenchidos… de tipografia!

Apareçam nas Caldas, vai valer a pena a viagem. Espero que seja o início de uma série de coisas boas que se anunciam…

Tipografia não é apenas o sitio onde se vai mandar  imprimir os cartões, os convites de casamento…Tipografia é “a arte de dispor correctamente o material de impressão de acordo com um propósito específico; consiste no arranjo das letras, distribuição de espaços e controlo dos tipos de letra com vista a maximizar a leitura de um texto.” Morrison, Stanley (1936), First prínciples of typography, Cabridge: Cabridge University Press.

O conhecimento da tipografia – sob o qual residem as bases de composição do design gráfico de comunicação contemporâneo – eram passadas de mestre em aprendiz nas oficinas tipográficas.

A crescente produção de informação escrita obrigou a um desenvolvimento tecnológico que permitisse, com maior facilidade, promover esta informação. Na realidade, actualmente somos bombardeados diariamente por informação escrita, cuja composição gráfica, é alvo design: desde os ingredientes do cereais no pequeno almoço, á publicidade no autocarro.

Assim, o avanço tecnológico colocou acessível a qualquer pessoa, com ou sem formação em design, as ferramentas necessárias para a realização de um qualquer objecto gráfico.

Esta simplificação trouxe inúmeras vantagens, contudo originou uma verdadeira selva gráfica. No que toca ao desenvolvimento tipográfico o seu progresso tem sido mais lento.

Na última década tem-se vindo a verificar um novo interesse pela tipografia quer pelas indústrias de software quer pela sua aprendizagem, como podemos verificar através do crescente número de livros, blogs, unidades curriculares e mesmo cursos e conferências, em torno do tema. Os desenvolvimentos tecnológicos dos últimos anos — do qual podemos destacar permitem, não só, permitem recuperar o cuidado tipográfico que se tinha perdido, como abrir novas perspectivas ao desenvolvimento tipográfico.

Em Portugal, apenas a partir das reformas introduzidas com o Processo de Bolonha no ensino superior, se começou a incluir como unidade curricular a tipografia de uma forma mais generalizada.

A ESAD.CR será a primeira escola no nosso país a implementar um mestrado exclusivamente dedicado ao ensino da tipografia, estando já aprovado pelo Ministério da Educação deverá ter a sua primeira edição com início no próximo ano lectivo.

Como forma de promover e potenciar o ensino da tipografia no nosso país, que a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha do Instituto Politécnico de Leiria  (ESAD.CR IPL) está a realizar um ciclo de conferências e debate em torno do ensino da tipografia em Portugal, tendo convidado professores de várias escolas de ensino superior um pouco por todo o país.

Irá decorrer no Auditório #1 da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha do Instituto Politécnico de Leiria  (ESAD.CR IPL) no dia 28 de Maio entre as 9 e as 18 horas e contará com a presença de docentes como Luís Moreira do Politécnico de Tomar; Jorge dos Reis da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa; Dino Santos da Escola Superior de Arte e Design de Matosinhos; Paulo Silva do Instituto Superior de Artes e Design – IADE; Joana Lessa da Universidade do Algarve; Olinda Martins e Pedro Amado Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro; Paulo Ramalho, Aprígio Morgado, Ricardo Santos e Rúben Dias da Escola Superior de Arte e Design; Caldas da Rainha.

Estende-se o convite a todos os interessados a assistir às conferências assim como a participar no debate.

(Via e-mail de Rúben Dias)

Aula aberta com João Bicker @ UA

Powerpoint slide de divulgação (ligeiramente modificado por mim...)

Amanhã, pelas 14:15, no DeGEI irá decorrer uma aula aberta com o Prof. João Bicker. Recomendo vivamente vir assistir à conferência amanhã. Vai ser uma oportunidade de conhecer um pouco mais dos segredos deste universo profissional.

João Bicker
A forma dos livros

Aula Aberta
Mestrado em Estudos Editoriais

19 de Março de 2010 – 14.15 h
Sala 10.2.1
Departamento de Gestão e Engenharia Industrial

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 128 other followers

%d bloggers like this: