OFFF Barcelona 2007: Dia 1

QUINTA-FEIRA, 09 DE MAIO

Hillman Curtis
Santiago Ortiz (Bestiário)
North Kingdom + Jorge Calleja (Goodby Silverstein)
Mario Klingemann
Stamen
Robert Hodgin (The Barbarian Group)
Futurefarmers
Zachary Lieberman + Theo Watson

SPECIAL OPENING
Hector e José Luís fazem a introdução e abertura do Festival apresentado Hillman Curtis.

Stefan Sagmeister U.S. / New York
Hillman Curtis U.S. / New York

Hillman Curtis Inicia a apresentação com um vídeo criado especialmente para o evento do festival com uma entrevista (ao estilo de Curtis) com Stefan Sagmeister. Sem mais explicações, Sagmeister (no vídeo) apresenta as 21 coisas que aprendeu na vida. Desiludiu uk pouco, porque este discurso está a ficar um pouco “usado” – Estará o Sagmeister a sofrer de sobre exposição?

Hillman Curtis é um estúdio de Design que se dedica à criação de trabalhos Audio-Visuais de produção (AV), Design Editorial (PD) e Web Design (WD).
Sobre o Tema do festival, Hillman confessa sentir-se muito identificado com este. Procura no seu trabalho (na sua vida?) um “Sense of ID”.

Mostra trabalhos efectuados para empresas como Yahoo, MET Museum e Adobe numa espécie de “Style guide” que entrega a todos os clientes sempre que inicia uma conta nova.

Afirma que é conhecido como um Designer minimalista.

Questiona tudo o que está a fazer no processo de trabalho. Reconhece que nos últimos tempos, na Hillman Curtis (empresa) e tem afastado do trabalho comercial e usa o “lucro” dos projectos para fazer pequenos filmes para a Web, onde se encontra, avalia e refresca o trabalho (o seu e o da empresa).

Identifica a influência (recente no seu trabalho) de Thomas Ruff, o fotógrafo.
Os retratos tipo Ruff com a máquina de filmar (dos seus alunos e mais recentemente trabalhos comissionados) publicados na Web. Já fez mais de 60 peças até á data.

Retrato de Jimmy Carter por Richard AvertonRichard Avedon (obrigado à Isabel A. pela correcção…), que considera o maior retratista (fotografo) de todos os Tempos e que morreu recentemente em Nova Yorque. Tenta copiar o trabalho dele, a força, emoção e sinceridade colocadas nas peças.

Os retratos das Bailarinas (presentes on-line)
As poses eram fracas, mas os corpos em movimento eram belíssimos e acabaram por o apaixonar ao ponto da criação do DVD – Wrapture Artists


Série Artists (I Admire)
Sagmeister, Sher,…

Afirma que não tem interesse na Televisão enquanto meio de comunicação. Produz os seus filmes especialmente para a Web “to share that work, I want this work to be free…”
Os seus “Short films” são como o seu Manifesto Pessoal.

Nas pequenas peças que tem realizado, tem tentado levar o mínimo de material possível para que saiba que consegue manter o controlo completo do processo de produção. 1 Câmara, um sujeito, uma entrevista conduzida informalmente na tentativa de criar uma ligação, uma relação com o sujeito.

Herois de Romanek
Acerca da peça que Hilllman realizou com Mark no final da primeira edição, Romanek afirma “it’s fine,… if you’re happy with it!” o que é a pior coisa que se pode dizer acerca do nosso trabalho. Obrigou-o a repensar não só aquela peça, mas como toda a atitude no seu trabalho – Qual a mensagem forte a passar?

“Sometimes, there’s no reason to put it on the wall, except it’s beautiful” – Romanek

Filme Soldiers – “Things creep up on you!”

Mensagem
“Show, don’t tell. Show, don’t tell! Show, don’t tell!…”

Hillman Curtis on Creating Short Films for the Web

OFFF 2007 re:fresh edition will begin with a session featuring two pioneers of motion graphics and design. Both mavericks have revolutionized their respective disciplines, and their practices have not only led to new forms and expanded boundaries, but shape an integral part of our visual landscape. Sagmeister address the OFFF festival crowd through a specially produced video that will only be seen at OFFF, while Hillman Curtis will be on hand to lend insight into the past, present and future of audiovisual design.

Técnicas:
Material AV Profissional e Semi-profissional (Hand-helds), Final Cut Studio (?)



BESTIARIO

Bestiario ES
Apresentação do Bestiário, uma empresa dedicada à visualização de dados (Data Visualization – DV)

Muitos dos seus projectos estão condenados ao fracasso. Antes de terminarmos e publicarmos a funcionar, mas um projecto só se concretiza quando se vê a sua utilização/aplicação final pelos utilizadores.

Actualmente dedica-se à criação de espaços que digam coisas às pessoas, onde estas possam criar coisas – Web 2.0 – como uma ciência Social, criação de narrativas críticas.



Visual Sign Universe

Sistema de informação por tags – repositório dinâmico de signos e de visualização 2D/3D.

Saltos múltiplos de interfaces para outras aspectos dos signos – criação de um fluxo contínuo de informação através da interface GUI.

Sobre os projectos
Aproximação ao desenvolvimento de projectos e investigação.

– Integração: esboço interactivo do MundoRed – uma experiência de criação com redes (Sociais) cujo objectivo é criar um espaço para as redes sociais – a rede não se compõe só de pessoas, mas também de conteúdos e de ideias.

– Questão Geográfica – libertação da interacção. Esboço cartográfico de interacção digital interactivo. Urge para não pensar nestes exemplos como casos individuais, mas na sua possibilidade de se cruzarem com (por exemplo) as redes sociais como o projecto MundoRed

A experimentação e investigação á um aspecto fundamental do Bestiário. TODOS os trabalhos têm uma componente de investigação muito forte. Afirma que no total, o trabalho desenvolvido no Bestiário tem cerca de 60% de investigação aplicada.

Neurozapping – usam o Del.icio.us como uma fonte de informação/dados privilegiada.

Triplicadores;

Hypercontrol3 – investigação em representação de informação e navegação pela mesma de forma hiper cúbica. Cria assim um uma espécie de “browser” de informação (de posts).

6pli.com – esquema Web 2.0 de integração de dados, com o Del.icio.us, etc. Fase Alfa, mas aberto a todos.

Miguel Cardoso, um antigo aluno da FBAUP é um membro integrante da bestiário e colabora com Santiago na criação dos projectos.

Formed in Barcelona in 2006, Bestiario is probably the first Spanish company dedicated exclusively to data visualization and information representation. Under the creative direction of Santiago and Andrés Ortiz, with an ample network of collaborators and a strong multidisciplinary approach, their “machines to ferment intuition” serve such diverse aims as helping coolhunters map emergent tendencies in the streets, or constructing the emotional memory of a community through its photographic archives.

Técnicas:
Flash, Actionscript, Processing, Max/MSP, HTML, PHP, C++, AJAX.


NORTH KINGDOM + JORGE CALLEJA

Robert Lindström (North Kingdom) SE
Jorge Callejo (Goodby Silverstein) US

Uma empresa grande (actualmente) com cerca de 2 pessoas e respectivos colaboradores.

A filosofia pelo que se guiam é: “Have fun!”

Jorge Callejo (Chegando atrasado) mostra a Reel da Exopolis (www.exopolis.com) empresa onde iniciou funções. Fala da Goodby and Silverstein que realiza publicidade a nível global.

Lembra que estamos numa área que “gives you the power ot work with great power” – as nossas mensagens chegam a muita gente de forma organizada e eficiente (ligar com a conferência de Victore)

Mudança para o mercado interactivo: As grandes agências ignoraram este segmento de mercado nos últimos 10 anos e agora estão a tentar entrar à força toda.

Apresentação da HypperIsland (HyperHighland?) School na Suécia. é a única entidade que fornece uma educação orientada para a integração.

Got Milk?
Making of do projecto Get the Glass campaign. http://www.gettheglass.com/
Uma verdadeira campanha multimédia abrangendo todas a áreas da comunicação.

Mensagem:
“Where is the market moving? What can we expect?”
Temos que nos questionar sobre isto e reavaliar a nossa posição e trabalhos constantemente.
Há uma verdadeira falta de interactive people. Uma área que está em franco crescimento e que revela um “sede” muito grande. Vale a pena investir nesta área!

Showcase dos Goodby Silverstein no Advertising Now! Online

How is a small company like North Kingdom, located in the north part of Sweden, thinking and working so leading global brands/agencies would like to work with them? North Kingdom will go through some recent projects from sketches and ideas to final production. Specially works done in collaboration with Goodby Silverstein.

Técnicas:
Adobe Creative Suite Design Premium, Maquetização, 3D (3D Studio, Cinema 4D ou Maya), Flash, Actionscript, Produução AV e Bluescreen (Software?)


MARIO KLINGEMANN

Mario Klingemann DE
“Sou um completo inepto em artes visuais, o que não consigo fazer, não consigo desenhar!” Iniciou a sua carreira de artista visual com a ideia de criar um programa que gerasse todas as imagens possíveis

Filterforge, plugin de Photoshop. Antes da entrada no mundo do Flash e Photoshop, este russo criou este plugin inspirador. Permite o uso de programação em modo visual do género Max/MSP

Space Invaders e Simetria – Crio metade dos gráficos (Pixeis) e faço flip horizontal e obtemos um space invader. Estas formas resultam, porque temos a simetria “hardwired” nos nossos cérebros. “Take any kind of crap, flip it and it starts to look interesting.

– Livro que escreveu (?)

Trippr – WTF? Screensaver on Acid!
Simetria,… mais simetria…

Image Foam Bitmaps
Ilustração do termo “Subversion” calculando o espaço disponível de forma algorítmica e reducindo e recolocando novas formas até compor todo o espaço disponível.

Anavision – de onde vem a inspiração? Questiona-se constantemente sobre isto. acredita que a melhor inspiração vem da vida do quotidiano, tipo ir à feira, ver um padrão e pensar como reproduzi-lo,…

“Is it possible to record an animation in Flash?” esta pergunta levou eventualmente à criação de Flickeur

Video Action – Flickeur on steroids! AKA Google youTube! ;)

PictureDisko;

The Stake – Maybe it’s because I’m german,… paper burning… I don’t know?”
API para usar serviços como o da Amazon.
“people who burned this book, also…”

The art of Breeding, the breeding of art.
Computer builds images.

Mario Klingemann is one of the ultimate Flash teachers: his site Quasimondo.com is a must for all those that want to squish to the maximum the experimentation possibilities offered by the classic platform for interaction design in the Web. Less known – but exciting nevertheless- are his recent pieces that play with data extracted from the stars services of Web 2.0. Flickeur or Anavision are machines that create collective unpredictable narrations by means of collages of images and sounds.

Speaker em várias conferências como:
http://www.flashconference.de/
http://www.offf.ws/bcn/
http://www.flashbelt.com/
http://www.multi-mania.be/2007/

Projecto Flickeur
“Flickeur (pronounced like Voyeur) randomly retrieves images from Flickr.com and creates an infinite film with a style that can vary between stream-of-consciousness, documentary or video clip.”

Técnicas:
Basic, Flash e ActionScript


STAMEN

Stamen Design US
Mapping projects and data visualization. It’s a medium. Work with live data. Live vast, deep… Digg!

São autodidactas. Começaram agora a aprender a falar sobre este meio que é a DV

À medida que a literacia, de forma geral, aumenta, mais pessoas começam a usar estas ferramentas Web de manipulação e visualização de dados.

How to slice the Data? Ways of…

Os editores de informação da Web e dos meios tradicionais, já começaram a usar estas ferramentas para ver a reacção a problemas ou questões em tempo real. Ajustam-se em função destes resultados.

Cab spotting – API aberto da central de táxis de NY.
O objectivo da utilizaão e visualização desta informação é encontrar informações ou padrões que de outra forma não eram perceptíveis ou imaginados.

“We’re all hungry for datasets” We want it to be open – referência à conferência de Hans Rosling das conferências TED sobre a “libertação de Bases de Dados”. Seguem uma filosofia de trabalho participativa:

Online: http://ted.com/tedtalks/tedtalksplayer.cfm?key=hans_rosling

Offline: http://ted.streamguys.net/ted_rosling_h_2006.zip [.mp4 67.6 MB]

Oakland crime Map
Utilizando o API do Modestmaps.com, evitando o Google Maps.
“We want to give back to the community – collective idealism”
Ética da utilização – compromisso entre a ética da utilização e a libertação da informação da mesma para a criação de uma sociedade mais responsável e transparente.

(Microsoft Virtual Earth?…)

(Pormenor da apresentação – nos slides apresentados, mostram o título do que se acabou de ver, e o que vem a seguir em legenda! Muito bom!)
Acabam com um slide “Stamen Rules!” ;)

Despite of their long trajectory (the machine to paint in Flash Splatter is already a classic), the work of the Californian study Stamen has received greater attention recently thanks to their innovating projects for Web 2.0 in which they use all class of data flows, from the GPS coordinates of taxis in San Francisco to the 911 calls in Midwest USA. Lead by Eric Rodenbeck and with talents such as Tom Carden and Ben Cerveny, their most ambitious project so far is perhaps Digg Labs, the experimental zone of the popular news social service, where the frenetic activity of the members of its community can be followed in real time.

Stamen’s client work and the research projects we pursue present us with as broad a variety of design challenges as we could hope for: from providing live views of social networks as they happen to covering live bicycle races over the internet, from building collaborative applications for car designers to describing the lifetime output of an all-but-uncategorizable artist/architect.
While we use a wide range of techniques to help us understand this broad range of concerns, our response has most frequently taken two forms: mapping and data visualization.


http://stamen.com/projects/splatter

Ligação ao recente SprayBrush 1.2 por Pedro Amado e DBR:
http://users.fba.up.pt/~pamado/sprayeditor/ a publicar brevemente aqui.

Ligação à invetigação MAM:
http://users.fba.up.pt/~pamado/designlab/2007/04/30/mestrado-em-arte-multimedia/

Técnicas:
Processing, C++ (?), PHP e AJAX


ROBERT HODGIN (THE BARBARIAN GROUP)

Robert Hodgin (Barbarian Group) US

Trabalha quase exclusivamente em Processing.
Concentra-se mais actualmente no trabalho de instalação e na experiência interactiva, em vez de se concentrar tanto na trabalho para a Web.

www.flight404.com
As várias versões ao longo do tempo e a última optando por uma edição simples e de fácil actualização em WordPress em detrimento do Flash que é complexo de actualizar.

Grass Instalation
Human Swear filter – PHD Candidate nos bastidores a censurar e aprovar os comentários. Se fizerem um projecto on-line ou de instalação, documentem-no bem!

– Vista System Spyder vídeo material usado para montar a múltipla projecção.


– Porquê do aspecto científico do Processing? Vamos concentra-nos em opções cromáticas mais simples, mais eficazes, e esteticamente mais adequadas a cada peça. – Color sets

– Magnetosphere em tempo real a reagiar ao disurso.
Videos no Blog.

Robert Hodgin is a co-founder and executive creative director at The Barbarian Group. Prior to joining The Barbarian Group, Robert worked as a freelance designer, and before that held positions at Arnold Worldwide and Circle.com.

Since co-founding The Barbarian Group. Robert has focused on pushing the limits of motion-intensive interactive sites. He was the creative force behind some of The Barbarian Group’s most visually compelling sites, and serves as creative mentor for the Boston office. He keeps an eye on creative production in Boston and New York, in conjunction with Keith, and has been delving deep into processing and java-based programming of late. Robert is also the creative force and programmer behind flight404.com – an interactive, experimental Flash site.

“We’re not the interactive version of an ad agency.”
Our kung fu takes the following forms.

_ Marketing strategy and consultation
_ Interactive brand positioning
_ Interactive creative direction, art direction and design
_ Interactive multimedia development and production
_ Online advertising strategy and production
_ Content creation and development
_ Interactive viral and guerilla marketing
_ Video editing/compositing/motion graphics
_ Information architecture
_ User-interface design
_ Web-based multimedia/database interaction
_ E-commerce development and implementation
_ Custom web application development
_ Site maintenance and management
_ Usability analysis
_ Quality assurance testing

Técnicas:
Flash e Actionscript e Processing


FUTUREFARMERS

Futurefarmers US

Foi um bocado estranho e virado para o próprio umbigo, com o pretexto da intervenção social…

The Californian group led by Amy Franceschini, Futurefarmers, has been from its foundation in 1995 one of the essential creative forces to understand the creative evolution of the Web. From their commercial design projects to the artistic initiatives that they’ve supported, like “Antiwar Game” or the historical “They Rule”, their legacy has been one of the most persistent influences on the international new media scene, as “Harvest”, the book that compiles their trajectory, testifies.
In the last few years Futurefarmers have moved away from digital design and have reoriented their activity in a radical way in the reflection on the effects technology has on environment, and to propose new models in which we can collaborate with nature, instead of trying to replace it. Their latest projects work to awaken the consciences of citizens to evolve from riotous consumption towards sustainability.


ZACHARY LIEBERMAN + THEO WATSON

Zachary Lieberman US
Theo Watson NL

Livros – Projecto em curso. Considera-se um Researcher e não um artista.
Trabalha com Software. Apresenta o OpenFrameorks, a plataforma onde trabalha e que desenvolveu para conseguir realizar os seus projectos. – C++

Como publicar os resultados?
Têm-me pedido para publicar o código dos meus projectos – movimentação para OpenSource… Não em lembro da posição dele, apenas da relutância… mas de um sentimento positivo.

Revela a inspiração em trabalhos da artista plástica Helena Almeida.

Drawn (projecto que apresentou o ano passado com Golan Levin) e o projecto actual.

Line

– Promoção e abertura do OpenFrameworks ao público em estado Alfa.
Fórum, Mailling list e documentação já existente.
http://openframeworks.cc

Theo Watson
– 4 Instalações sazonais para a exposição de Michel Gondry

LaserTag de Graffiti Research Lab (GRL)

A importância de manter os projectos em código Open Source para a comunidade criativa. Continuado na Conferência dos GRL

This performance by Zach Lieberman and Theo Watson revolves around a simple graphical idea: a line which starts and never ends. The two performers use custom software to seemlessly mix together a large series of live and pre-recorded linear expression into a ceaseless, evolving, whimsical landscape, in which one line leads to the next. From a line of simple pixels, to a hand drawn line, to a horizon line, to a line of text, the performance is not at all about getting to a final destination, but completely about the delight of traveling.

Laser Tag movie, Michel Gondry Exhibit…

Técnicas:
(Flash e Actionscript, Director e Lingo, Java), Acu (C++ Framework Library que está por trás do Processign e OpenFrameworks), OpenFrameworks.


Resumo

Descrição, fotografias e videos do Dia 1
Descrição, fotografias e videos do Dia 2
Descrição, fotografias e videos do Dia 3

Descrição, fotografias e videos do Showplace

Resumo total em PDF (~2MB)

Author: Pedro Amado

Professor Auxiliar na Universidade de Aveiro a leccionar Design de Interação

4 thoughts on “OFFF Barcelona 2007: Dia 1”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s