We’re #1—há dias em que compensa…

Depois de um dia cheio de aulas com alunos que nos fazem resistência, depois de responder a milhares de emails, e ainda depois de tentar terminar tarefas administrativas com duplicados em papel intermináveis, há notícias que nos enchem o ego.

Esta é, para além de uma desenvergonhada operação de (auto) promoção, uma delas: A Universidade de Aveiro foi considerada a melhor universidade portuguesa! Não sou eu que o digo. Este é literalmente o título da última notícia do site da Universidade.

UA é a melhor universidade portuguesa no THE World Ranking
A Universidade de Aveiro é a melhor portuguesa no ranking das 400 melhores universidades do mundo, de acordo com o ranking do Times Higher Education (THE). A UA surge entre as posições 301 e 350.

A avaliação do ranking do Times Higher Education é feita com base em 13 critérios que se resumem a cinco tópicos: ensino (o «ambiente de aprendizagem», nos termos usados pelo ranking, que vale 30%); investigação («volume», «receitas de investigação» e «reputação», com peso de 30 por cento); citações (o «impacto da investigação», valendo 30 por cento); o impacto no tecido produtivo («Inovação», com peso de 2,5%) e a visibilidade internacional («recursos humanos» e «estudantes e investigação», que correspondem a 7,5% da avaliação final).

O patamar, entre as posições 301 e 350 é partilhado com a Universidade do Porto. No entanto, o somatório da pontuação atribuída à Universidade de Aveiro nos cinco tópicos de avaliação, coloca a UA acima das restantes congéneres portuguesas.

Nas posições de 351 a 400, surgem a Universidade de Coimbra e a Universidade Nova de Lisboa. O ranking é liderado, pela primeira vez, pelo California Institute of Technology (CalTech), com a Universidade de Harvard na segunda posição e Stanford na terceira.

Nas dez primeiras posições surgem apenas três universidades inglesas (Oxford, na quarta posição), Cambridge (na 6ª posição) e o Imperial College London (em 8º), sendo as restantes universidades norte-americanas.

Author: Pedro Amado

Professor Auxiliar na Universidade de Aveiro a leccionar Design de Interação

2 thoughts on “We’re #1—há dias em que compensa…”

    1. Sinto que respondo a essa pergunta com um “sim, claro!” e ao mesmo tempo com um “não, tens razão! A maior parte não está nem aí…”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s