Museus 2.0, outra vez

https://www.scribd.com/doc/262170473/Museus-2-0-Estrategias-de-Colaboracao-em-Instituicoes-Artisticas-e-Culturais
Museus 2.0: Estratégias de Colaboração em Instituições Artísticas e Culturais

Ainda sobre este tópico — Museus 2.0 — hoje tive a oportunidade de participar numa aula aberta do Mestrado em Design, aqui na Universidade de Aveiro. Fui convidado para participar numa discussão sobre legibilidade [já prometi escrever mais sobre este tópico] a propósito do projeto / dissertação da Alexandra Guedes (sob orientação da Prof.ª Joana Quental).

Acabei por ficar para as restantes apresentações. Uma delas, a última, foi sobre a dinamização de uma experiência museológica / rede de museus. Isto fez-me lembrar várias coisas que nunca partilhei aqui no blogue e que acho que é a altura ideal:

  1. Escrevi um ensaio que nunca publiquei sobre isto, no ano curricular do doutoramento, na disciplina de Novos Paradigmas do Prof. Fernando Ramos. Deixo a apresentação (acima) e o rascunho do artigo no Scribd (mais tarde no Academia também);
  2. Lembrei-me que isto é, de forma tangencial, o tema do doutoramento do Daniel BrandãoMuseu do Resgate —, que vai dar cartas na próxima TEDx Porto!
  3. O aluno em causa também quer desenvolver uma aplicação móvel para dinamizar a experiência museológica. Isto é basicamente o doutoramento do (meu amigo e colega aqui no departamento) Prof. Pedro Beça.

Foi uma manhã muito interessante. Deixo aqui o meu agradecimento público ao Prof. Nuno Dias e à aluna Alexandra Guedes que me fez o convite.

Museus 2.0, outra vez

Museus Digitais Online

Seleção de museus online
Seleção de museus online: https://www.scribd.com/doc/261148438/Museus-Digitais-Online

Os museus digitais online são um formato que mantenho debaixo de olho desde que comecei a trabalhar, e especialmente desde o ano curricular do doutoramento no ICPD. Por um lado, porque são um meio editorial—website— no qual me tenho focado nos últimos anos. Por outro lado, porque são uma plataforma de comunicação de algumas das materializações de artefactos de que mais gosto. Nomeadamente de fotografia, arte, arte digital e, em particular, tipografia.

Este ano, na disciplina de Multimédia Editorial II vamos dedicar o projeto final à elaboração de um site de um museu (talvez haja oportunidade de falar mais sobre isto no futuro).

É uma tarefa complicada, até porque, para meu espanto, depois de correr as listas do Theo Rosendorf (o autor do TDR) e de pesquisar mais de 3 horas online, descobri que a maioria dos sites especialmente de Museus de tipografia) tem um design super antiquado. O que, por um lado, foi totalmente deprimente. Mas que, por outro lado, revela um oportunidade de trabalho excelente!

Por isso, para melhor enquadrar este trabalho (e, já agora para fazer um apanhado no tempo), fica aqui uma recolha inicial de sites que têm um design que considero exemplar. Uns, porque os conteúdos estão bem veiculados. Outros porque a identidade visual está espetacular. Ou ainda alguns porque a abordagem integrada de Responsive Web Design (RWD) está muito bem conseguida.

Google spreadsheet completa: https://docs.google.com/spreadsheets/d/1_SvMEOCmk_bnympdubnhEokSJpDc2u-ri4k0TFvZFmo/edit?usp=sharing
Google spreadsheet completa: https://docs.google.com/spreadsheets/d/1_SvMEOCmk_bnympdubnhEokSJpDc2u-ri4k0TFvZFmo/edit?usp=sharing

Consultem a folha de Excel com os Top 40 sites no Google Docs: Google spreadsheet completa: https://docs.google.com/spreadsheets/d/1_SvMEOCmk_bnympdubnhEokSJpDc2u-ri4k0TFvZFmo/edit?usp=sharing

Ou vejam os slides com o Top 20 ilustrado no Scribd: https://www.scribd.com/doc/261148438/Museus-Digitais-Online (no topo desta entrada). Todas as recomendações são bem-vindas! ;)

Museus Digitais Online

Links do dia: alteração de estados com CSS

Há muito tempo que não faço esta rubrica aqui, mas com as aulas a acabar, posso dar-me ao luxo de voltar a ler as mais de 50 abas que tenho abertas no Firefox e descobrir coisas absolutamente deliciosas.

Uma destas coisas é este truque conseguido apenas com um pouco de imaginação e CSS: http://jsfiddle.net/DMNSn/

Simon Madine consegue mudar o aspeto (propriedades de CSS) recorrendo apenas a hiperligações, um pouco de lógica de Box model, e ao atributo “:target”. A solução é assustadoramente simples e absolutamente deliciosa! Permite inúmeras aplicações em layouts interativos, exploratórios, jogos… Ah!… já disse que ele não usa Javascript?…

Via Creative Bloq: http://www.creativebloq.com/css3/tips-breathe-new-life-your-css-61411880

Links do dia: alteração de estados com CSS

Workshop Cidadão Senior e a Web

Banner da página do projeto SEDUCE no Facebook
Banner da página do projeto SEDUCE no Facebook

Nos últimos 3 anos tenho estado mais envolvido com a investigação, e um dos projetos em que estou envolvido é o SEDUCE – Utilização da comunicação e da informação mediada tecnologicamente em ecologias web pelo cidadão sénior. Durante este período participei em muitas reuniões e discussões. Como resultado, estive envolvido no desenvolvimento do protótipo de uma comunidade online que vai ser apresentada oficialmente na próxima quarta-feira dia 26 de Fevereiro (vejam a notícia do site da UA: https://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=37380&lg=pt).

Sob o pretexto da apresentação oficial do projeto, realiza-se um workshop internacional gratuito onde, entre mais temas e apresentações, vai apresentar-se o projeto, os resultados e processos que nos conduziram até aqui. Acima de tudo, vai-se apresentar e discutir o envolvimento dos utilizadores seniores no desenvolvimento de soluções tecnológicas. (mais detalhes na página do Facebook: www.facebook.com/projetoseduce)

Liliana C. com um dos seniores. Fotografia © Mário R.
Liliana C. com um dos seniores. Fotografia © Mário R.

Esta forma de desenvolvimento participativo, e especialmente este público-alvo, têm sido pouco explorados na nossa sociedade. Quem tem estado mais perto de mim, já sabe que é uma área muito difícil de “entrar”, pois, como dizia a Liliana C. há uns dias atrás, é uma área cheia de dogmas, onde geralmente as pessoas, marcas e instituições não investem—mas vão fazê-lo muito, muito em breve (toda a gente sabe o que está a acontecer à nossa sociedade…).

PROGRAMA WORKSHOP SEDUCE - v6 (CGD)-01
Programa do Workshop Internacional SEDUCE

Por isso, se estiverem a ler este post e são Designers (Gráficos, Web, Multimédia,…), Developers (Front/Back End, Web, Apps,…), ou Investigadores e querem apostar numa área para o futuro, recomendo vivamente que se juntem a nós na próxima quarta-feira para perceber um pouco do que é trabalhar para este público tão específico.

Consultem o programa da conferência e apareçam! A inscrição é gratuita (http://bit.ly/projetoseduce), mas já quase não temos lugares disponíveis…

A temática “O cidadão sénior e as ecologias web” vai estar em discussão no dia 26 de fevereiro, a partir das 09h00, no Auditório do Departamento de Comunicação e Arte, na Universidade de Aveiro. O workshop tem como objetivos apresentar, discutir e analisar as temáticas relacionadas com a utilização da comunicação e da informação mediada tecnologicamente, em ecologias web, pelo cidadão sénior.

O worshop realiza-se no âmbito do lançamento da comunidade online MIONE.PT desenvolvida pelo projeto SEDUCE.
A organização é da responsabilidade do projeto SEDUCE em colaboração com o projeto INEIGHBOUR TV.

A inscrição é gratuita, mas obrigatória para todos os participantes.
Pode ser efetuada online em:
http://bit.ly/projetoseduce

Serão entregues certificados de presença.
O programa do evento pode ser consultado aqui.

Informações adicionais:
projeto.seduce@gmail.com
www.facebook.com/projetoseduce
www.seduce.pt

Workshop Cidadão Senior e a Web

Webinar Adobe InDesign CC

Screen Shot 2013-07-07 at 7.03.48 PM
Imagem retirada do site da Adobe

Para quem quiser  investir no Design Editorial e na publicação digital, recomendo o próximo webinar gratuito da Adobe: https://www1.gotomeeting.com/register/145221617?et_mid=626755&rid=3807420

Na próxima terça-feira, 19:00

Webinar Adobe InDesign CC

Plug&Play 2013

::: PLUG&PLAY ::: 2013 ::: Teaser from PLUG&PLAY on Vimeo.

Só um entrada muito rápida para lembrar que o Plu&Play 2013 já está aí à porta. Começa já amanhã, quarta-feira dia 10 e tem um programa de dois dias que faz inveja a muitas conferências ;)

PLUG&PLAY . Conferência de Design
10 e 11 Abril . Hard Club, Porto

Numa altura em que o termo “crise” domina a actualidade, nada faz mais sentido do que eventos anti-crise. É isso que propõe o Plug&Play, ciclo de conferências de Design de entrada gratuita que promove a livre circulação de conhecimento artístico.

A acontecer a 10 e 11 de Abril, a 4ª edição do Plug&Play regressa a um espaço icónico da cidade do Porto: Hard Club.

A natureza do evento continua fiel à das últimas edições, já que se pretende criar uma conexão entre o meio académico e profissional, onde estudantes da área têm o privilégio de contactar com alguns dos melhores designers nacionais e internacionais. Outro dos objectivos que mobiliza a realização deste projecto é a vontade de impulsionar a área do design,nas suas mais variadas disciplinas, no contexto da cidade do Porto.

Mais informações
http://plugandplay.pt/

Este ano só devo conseguir assistir a um pouco na manhã do segundo dia,… mas vou definitivamente fazer questão de marcar presença! A entrada é gratuita, por isso não há mesmo desculpa para não assistir.

O programa deste ano conta com, no dia 10:

E no dia 11:

Vai valer a pena!

Plug&Play 2013

Boas práticas para a edição de Blogs

Pormenor da estratégia editorial de publicação (in Tidwell, 2009: 416)

Este texto resume um conjunto de boas práticas para a redação de Blogs. Surge em resposta ao desafio do Prof. Hélder Caixinha, no âmbito das aulas de  Projeto, e em resposta às necessidades de outras disciplinas como Multimédia Editorial, onde parte do trabalho dos alunos passa por criar um blog de documentação de desenvolvimento e de acompanhamento dos projetos.

Por uma questão de conveniência, este resumo está organizado nos seguintes temas:

Deve ser usado como um manual de linhas orientadoras para a redação e manutenção de um Blog. Não como um manual de regras obrigatórias.

Cada autor deve refletir sobre estes princípios e adapta-los da melhor forma ao seu Blog.

Uma vez que se trata de um resumo, os assuntos podem ser consultados de forma mais completa e ilustrada nas referências fornecidas. Conhecem outras , ou melhores referências? Deixem-me um comentário.

Conteúdo

Anatomia de um Blog (About.com)

O conteúdo refere-se às entradas cronológicas (“posts”), páginas de informação estática, ou pequenas secções (como as “sidebars” do Blog).

As entradas devem fornecer o contexto necessário de forma curta. Devem filtrar a informação desnecessária e oferecer hiperligações para informação adicional (fontes originais, textos longos, outras entradas, sites, ou blogs com informação adicional).

Devem procurar uma redação correta, sem erros, com princípio, meio e fim.

Agrupar a informação semelhante em pequenos segmentos, grupos, ou unidades, com uma ou duas ideias por cada.

As entradas, ou secções, devem possuir títulos significativos, uma breve descrição (se possível), data (de redação e de atualização), autor(es), e estar categorizadas com etiquetas e categorias significativas.

Se o texto for longo, podem escrever um resumo prévio, ou dividir em múltiplas entradas.

As entradas mais antigas devem ser atualizadas, editando-as, comentando-as, ou ligando-as às entradas mais recentes, ou a outras fontes de informação (internas, ou externas).

Estrutura

Exemplo de um Feedreader (NetNewsWire)

A estrutura refere-se ao tipo de informação, a sua marcação, as suas funções e o uso pretendido (interação) no Blog.

Devem usar estilos (HTML) “standard” para hierarquizar a o texto (H1, H2, Parágrafo, etc.). Bem como estruturas formais de texto tradicional (itálicos para destacar, listas de balas, numeradas, etc.).

A formatação visual (tamanho, cor, etc) deve ficar a cargo do tema/CSS do Blog, ou do Feedreader do utilizador final.

Deve-se fornecer uma opção de pesquisa dentro do próprio Blog.

As hiperligações para os conteúdos devem ser simples, evitando alterações, ou ligações quebradas. Tentar fornecer as hiperligações por extenso, sempre que possível.

Verificar como os conteúdos estão a ser indexados nos motores de busca e corrigir a meta-informação de acordo.

Ritmo e edição

Exemplo de painel de objetivos editoriais (WordPress.com)

Um autor de um blog é um como um editor tradicional. Deve possuir uma agenda de edição e uma estratégia de publicação.

Deve-se optar por um mínimo de um entrada semanal, e um máximo de uma entrada diária. Publicar de forma regular, agendando as entradas, ou criando uma agenda de entradas temáticas, se possível.

Evitar o “overshare”.

Agilizar o ritmo e interligação das entradas do Blog com outros meios de publicação e partilha social como o Twitter, ou o Facebook, como formas complementares de publicação e atualização de conteúdos mais curtos e imediatos. Ou de conteúdos de outra natureza, como os canais de Vídeo, ou Podcasts.

Design e ilustração

Seleção de temas visuais (WordPress.com)

O Blog deve ter um tema visual apelativo, relacionado com o conteúdo do Blog, sem perder de vista a funcionalidade (design funcional, ou minimalista).

Sempre que possível, devem ilustrar as entradas com imagens, vídeos, ou outro elemento multimédia, mantendo a dimensão (Kb) da página baixa.

Créditos e hiperligações

Exemplo de licenciamento disponível (Creative Commons)

Todos os materiais utilizados (textos, imagens, vídeos, etc) devem ser identificados com legendas, referências no texto e creditados corretamente.

O Blog deve conter a informação de “copyright” sobre o conteúdo próprio.

A privacidade dos autores deve ser protegida, mas ao mesmo tempo fornecer o máximo de informação sobre o Blog, sobre os autores, ou sobre o conteúdo, de forma a obter credibilidade (tipicamente, na página “About”).

Deve-se fornecer uma forma de contacto (direto) com o(s) autor(es).

Deve-se fornecer formas de ligação social (“feeds”, subscrições por email, etc.) de forma a que seja fácil os leitores tornarem-se “seguidores”.

Aproveitar a natureza de rede da Web para embutir conteúdo no Blog, ou estabelecer hiperligações nos conteúdos utilizados, abreviando as entradas e fornecendo informação em profundidade.

Estabelecer um Blogroll que vos ajuda a identificar e a serem identificados pelos vossos pares.

Feedback e estatísticas

Exemplo de estatísticas fornecidas pelo WordPress.com

Os Blogs possuem vários mecanismos de validação social visível e invisível para os leitores. Enquanto autores, estes mecanismos são fundamentais para entender e fomentar a leitura do Blog.

Mecanismos de validação e partilha social

Encorajar a dinamização e participação no Blog (de amigos, colegas, docentes, orientadores, etc.), através da disponibilização e manutenção dos comentários, formas de avaliação (votação, “ratings”, “likes”, etc.) e de mecanismos de partilha social online.

Dispor de uma medição estatística que permita recolher dados sobre os utilizadores, sobre o conteúdo consultado e sobre a navegação. Melhorar o Blog com esta informação.

Referências

Referências adicionais "obrigatórias"

BARBOSA, E.; GRANADO, A. – Weblogs: Diário de bordo. Porto: Porto Editora, 2004.  ISBN 972-0-45252-8.

BLOOD, R. – The Weblog Handbook: Pratical advice on creating and maintaining your blog. Cambridge: Perseus Books, 2002.  ISBN 0-7382-0756-X.

BORDEAU, J. – Blogging For Web Designers: Editorial Calendars and Style Guides [em linha]. Smashing Magazine. [Consult. 2012-02-08]. Disponível na Internet: <URL: http://www.smashingmagazine.com/2010/08/30/the-importance-of-consistency-using-editorial-calendars-and-style-guides>.

CRUMLISH, C.; MALONE, E. – Designing Social Interfaces: Principles, Patterns, and Practices for Improving the User Experience. Sebastopol: O’Reilly Media, 2009.  ISBN 978-0596154929. Disponível na Internet: <URL: http://www.designingsocialinterfaces.com>.

FRANCO, G. – Como escrever para a Web [em linha]. S. l.: Knights Center fo Journalism, s. d. [Consult. 2012-02-08]. Disponível na Internet: <URL: http://knightcenter.utexas.edu/ebook/how-write-web>.

TIDWELL, J. – Designing Interfaces: Patterns for Effective Interaction Design. Sebastopol: O’Reilly, 2010.  ISBN 978-1-449-37970-4. Disponível na Internet: <URL: http://designinginterfaces.com>.

Boas práticas para a edição de Blogs