Tipografia de carateres móveis tradicional e pós-digital

Screenshot 2020-01-15 00.41.02.png

Nos últimos tempos tenho dedicado alguma energia à exploração (prática, teórica, etnográfica) sobre a prática de impressão com carateres móveis em Portugal — AKA Letterpress.

Isto é, desde 2012 que procuro adquirir material e aprender ativamente (nem acredito que já passaram mais de 7 anos!). Em 2015 começamos a levar a coisa mais a sério. Digo começámos, porque eu, a Catarina Silva e o Vítor Quelhas —os meus comparsas destas coisas da tipografia— enveredamos por um trabalho de investigação mais formal — que já foi apresentado, discutido e publicado—, e que esperamos alcançar um grande marco no final de 2020 com a publicação de um livro que compila este tema no contexto nacional e internacional.

Falo da conferência internacional Post-Digital Letterpress Printing que temos estado a organizar e que vai decorrer nos próximos dos 30 e 31 de janeiro de 2020 (inscrições até dia 25!…).

Mas, first things first… Continue reading “Tipografia de carateres móveis tradicional e pós-digital”

Estrutura de Apresentações

2019-07-03-6B2A0805
Apresentação da conferência de Fábio Duarte Martins

Com o ano letivo a terminar, começam também as apresentações finais de mestrado. Tal como tenho vindo a fazer, este post é o penúltimo guia ou modelo de estrutura que costumo partilhar com os alunos que têm um trabalho de investigação para terminar e apresentar!

Continue reading “Estrutura de Apresentações”

E no sábado, outro grande dia

Screenshot 2018-10-23 23.24.15
Pormenor (frente) do convite

Hoje foi [e ainda está a ser] um grande dia. Em horas, sim, mas também em atividades (houve muito pouco tempo para respirar). A conferência da Valentina foi parca em imagens (apenas sons), mas falou de projetos muito interessantes (muito na linha do que a Wired já nos habituou). Valeu a pena. E, à tarde, a conferência do Felipe Taborda valeu muito a pena — os exemplos às vezes estavam um pouco datados no estilo, mas a energia no palco e as explicações cheias de detalhes e pérolas de conhecimento foram mesmo muito porreiras!

Mas o que me traz agora ao blog é o evento do próximo sábado — a [há muito devida e extremamente merecida] homenagem ao tipógrafo [e type designer] Manuel Pereira da Silva que vai decorrer na Póvoa no próximo sábado.

Continue reading “E no sábado, outro grande dia”

Vem aí o 5º Encontro de Tipografia! (Parte 1)

Screenshot 2014-11-21 14.57.00

Falta menos de uma semana. Na realidade, faltam apenas 5 dias até os primeiros Workshops tomarem lugar. Depois de um par de sessões dedicadas ao Letterpress e à colaboração no desenvolvimento de Type Design (com o Glyphs App) na quarta-feira 26 (mais informações brevemente neste blog). Seguem-se mais dois dedicados ao Crafting Type [com Fontforge?] e à descoberta e criação de um mapa tipográfico pela cidade de Barcelos num magnífico Type Walk, na quinta-feira 27.

keynote4

A conferência, em si, começa na sexta-feira dia 28. O programa abre com o Miquel Sousa, que irá revelar um pouco dos bastidores do desenvolvimento de fontes na Adobe:

Deixem-me levar-vos numa viagem que tem início no despontar do desktop publishing, e termina na ascensão do movimento open source aplicado a fontes.

http://web.ipca.pt/5et/miguelpt.html

Senão por outro motivo, este é um orador pelo qual todos devem estar presentes a horas. Espero uma casa cheia nesta conferência, nem que seja para demonstrar o apoio ao nosso tão digno “representante”  luso em terras americanas ;)

Segue-se o primeiro painel de apresentação de comunicações. Não conhecendo nenhum dos trabalhos fico curioso, pelo menos para ver apresentados o “Tipofoto” de Rita Bastos e a relação estabelecida na “Tipografia, design e filosofia: Reflexões sobre o projeto Léon Regular, sua estrutura, formulação, aplicação e leitura” de João Batista Corrêa.

A tarde abre com mais um painel de comunicações, que, apenas pelos títulos, geram muita expectativa. Senão conseguirem assistir todos, recomendo vivamente que não percam (mesmo) as apresentações The Typesetting of Pessoa’s The Transformation Book” de Alessandro Segalini. E a “Typographic analysis of Brazilian indigenous languages” do Rafael Dietzsch. Confeso que só conheço o Segalini de reputação online. Espero que esta seja a oportunidade para nos conhecermos em pessoa. Já o Rafael, posso atestar que é um tipo impecável, com um conhecimento profundo sobre as questões tipográficas. O trabalho que vai apresentar é, sem sombra de dúvida, um exemplo que irei “beber” com atenção.

Screenshot 2014-11-21 14.59.27

Mais para o final do dia, fui convidado para moderar o painel Ligatures Perspectives on becoming a typeface designer”, com um grupo de pessoas que, para além de admirar, considero meus amigos—o Rui Abreu, a Joana Correia, o Dino dos Santos e a Tiffany Wardle [bom, embora só conheça a Tiffany online, sinto-me honrado por ter finalmente esta oportunidade de a conhecer pessoalmente]. Este painel está a ser preparado e irá ter material para discussão no palco e na plateia! Apareçam, ou enviem-me tópicos que pretendam ver discutidos ;)

Por isso vai ser um bom motivo para ficarmos todos até ao fim do dia!

Screenshot 2014-11-21 15.00.27

Senão pela discussão, aproveitem e fiquem para a inauguração da exposição “As artes de escrever diversas sortes de letras“—a Colecção de livros raros e antigos de Dino dos Santos. Já tive a oportunidade de passar no atelier antigo do Dino, e, tendo visto apenas alguns exemplares, testemunho a maravilha da coleção que apresenta. Não sei o que vai estar em exposição, mas, pelo teaser que colocaram online (em https://itunes.apple.com/pt/book/as-artes-de-escrever/id942573446?l=en&mt=11), vai ser muito boa!

E isto encerra o primeiro dia. Bom, quer dizer. Espero que não. Espero que haja uma oportunidade de bebermos um copo e jantarmos juntos… ;)

——

P.S: Não percam os próximo posts sobre o segundo dia e sobre o workshop de Collaborative Type Design, que irei lecionar com o Julien Priez da Fontyou.

World Graphics Day recheado!

Eventos @ esad.pt

Na próxima sexta-feira 27 de Abril vai ser celebrado o World Graphics Day. Pessoalmente não estou a seguir todas as organizações em curso, mas quero aqui destacar três eventos que a ESAD está a preparar que me foram divulgados pessoalmente pelo João Tiago Santos (e mais tarde, via email do José Bártolo) e pela Prof. Teresa Cortez. Uma exposição, uma conferência e um lançamento de uma revista!

1. Lançamento do segundo número da Revista PLI (ESAD, 12:00): http://www.esad.pt/pt/eventos/pli-arte-design-novo-numero:

O mais recente número da revista PLI arte & design, uma publicação da ESAD, é apresentado no dia 27. Dedicada ao tema do Entusiasmo, nesta PLI pode reconhecer-se uma vontade de afirmar a força das artes e do design em tempos de crise.

Comprei e devorei o primeiro número. Acho que não há desculpas para não a ler… É a (única?) revista de Design de Comunicação portuguesa a ser editada atualmente. Pelo menos é a única do género. Tem conteúdos muito interessantes (retirei e já citei uma entrevista com o Andrew Blauvelt do primeiro número), assuntos variados (tem arte a mais para o meu gosto, mas tenho que reconhecer o mérito e a abrangência!) e, como objeto de Design Editorial, é muito apetecível. Desta feita, prometem uma revista ainda maior (vão editar o número 2 e 3 ao mesmo tempo) e com um Design do Martino. Se não para ler, este número é definitivamente para colecionar!… Via João Tiago Santos e José Bártolo.

2. ESAD World Graphics Day (ESAD, 15:00):
http://www.esad.pt/pt/eventos/esad-world-graphics-day-2012

20 imagens x 20 segundos x 30 designers na ESAD a assinalar o Dia Mundial do Design Gráfico.

Sexta-feira, 27 de Abril, vai ser um dia em cheio para os designers e para a ESAD: a escola promove a terceira edição do World Graphics Day/Dia Mundial do Design Gráfico, reunindo alguns dos mais destacados designers portugueses, numa grande celebração do design gráfico.

Já assisti a um. Não sei se era exatamente este formato… fiquei com a ideia que era mais rápido? No entanto, 20 imagens, cada uma com 20 segundos dá 400”, ou ~6′ por orador. No final vão ter apresentado 30 oradores, num total de 1200”, ou 200′, ou ~3:20′ dos melhores trabalhos que se fazem atualmente. Perfeito para derreter o cérebro, ou sair absolutamente inspirado! No que assisti no passado, gostei do formato, gostei das apresentações, gostei dos oradores… Mais palavras para quê? Esta nova edição é imperdível! Via João Tiago Santos.

3. Exposição Ulm: Método e Design 1953/68 (Galeria Quadra, 19:00):
http://www.esad.pt/pt/eventos/ulm-metodo-e-design-195368

O legado do projecto associado à paradigmática escola alemã de design Ulm está em exposição no QUADRA, no Mercado Municipal de Matosinhos.

Escusado será dizer que muitos dos nomes associados a esta escola são os meus ídolos e referências a nível de metodologia e Design… e acho que toda a gente devia conhecer estes autores e criações detalhadamente. Pessoalmente, sei que ainda tenho muito que conhecer e que estudar… Por isso aqui fica uma oportunidade de conhecer melhor estes criadores e criações. Via Teresa Cortez.

Com um programa tão intenso, esta sexta-feira vou vestir a camisola da Icograda e vou rumar a Matosinhos! Aconselho toda a gente a fazer o mesmo!

;

Take Away Porto (em cartaz)

Pormenor da exposição

Eu, a Marta, a Catarina, o Daniel, o Vítor e muitos outros* estamos aqui:  http://takeawayporto.blogspot.com/2012/01/porto.html.

Vale a pena dar um pulo à Take Away Porto para conhecer as perspetivas de diferentes designers e ilustradores sobre a nossa cidade. De momento, não tenho o catálogo comigo para publicar aqui, mas recomendo vivamente a compra. As técnicas e as ideias são tão variadas quanto os autores expostos.

Pormenor do cartaz

Pessoalmente, acabei por desenvolver uma peça generativa em Processing. 20 000 pequenas ilustrações inspiradas em elementos do Porto novecentista colidem entre elas na procura do seu lugar num mapa (tipográfico) pré-definido. Cada uma delas contém apenas uma Torre do Clérigos e uma Sé e parte da piada reside em tentar encontra-las. Tal como o breve programa da encomenda assim o definia, a ilustração final desenha a palavra “Porto” num cartaz de 62 x 88 cm que remete para a topografia da cidade. Originalmente, a ideia era deixar o sketch correr vezes suficientes, com parâmetros semi-aleatórios, de forma a gerar uma imagem que reconstruisse a noção da topografia original do mapa da colina ribeirinha da cidade (daí a composição assimétrica das letras).

No entanto, dada a complexidade do sketch, os prazos para entrega da peça e a dificuldade em conseguir o efeito desejado limitei-me a construir uma composição mais simples.

Pormenor das fases do processo do sketch

Deixei o sketch de Processing gerar aproximadamente 57 imagens únicas durante a noite. Cada imagem correspondeu a um processo com 63 ciclos de testes de colisões e posicionamentos…No dia seguinte, parei o sketch e escolhi apenas uma das imagens – aquela que tinha a quantidade e a qualidade de união e dispersão dos elementos suficiente. Uma vez que foi tudo gerado pelo sketch, a ilustração escolhida não tem qualquer intervenção manual, nem podia ter – não era o objetivo do processo.

Agora, à distância, acho que a definição das letras está muito… rígida. Devia ter optado por algo mais orgânico… Deixo acima um par de pormenores da peça. O resultado final? Passem na Take Away Porto para ver! ;)

Pormenor do interior da loja

A loja, também é uma absoluta perdição… Está recheada de peças grandes e pequenas, mas todas muito apetecíveis. Levem o cartão de crédito, ou, pensando melhor, talvez seja melhor não levarem! ;)

* Nós somos apenas alguns dos 46 autores/cartazes expostos: Ana Areias, Ana Menezes, Ana Raposo, André da Loba, António Cruz, António Queirós, Catarina Silva, Daniel Brandão, Dino dos Santos, Elias Marques, Francisca Sotto, Francisco Providência, Helena Sofia Silva, Horácio Marques, Humberto Nelson, João Castro, João Faria, João Lemos, João Machado, João Nunes, Júlio Dolbeth, Luís Mendonça, Luísa do Vale, Luísa Beato, Nuno Fontes, Manuel Cruz, Margarida Azevedo, Maria João Barbosa, Mariana Rio, Marlene Couceiro, Marta Madureira, Mary-Go-Round, Menina Design, Pedro Amado, Pedro Lopes, Pedro Serapicos, R2, Rui Costa, Rui Guimarães, Rui Mendonça, Rui Vitorino Santos, Susana Barreto, Susana Fernando, Telmo Sá, Teresa Serôdio, Tiago Campeã, Vítor Quelhas.

Natal Criativo 2011

Natal Criativo 2011: 2ª Edição da Bienal do Postal Ilustrado

No seguimento do prémio atribuído à Catarina Mouta em 2009, anunciamos a 2ª edição da bienal do postal ilustrado—Natal Criativo. Temos um exemplar lindíssimo de um livro do ilustrador Isidro Ferrer para oferecer ao melhor postal de Natal de 2011.

Para isso só têm que enviar uma ilustração inédita, de autoria própria, para o e-mail natalcriativo@gmail.com, até quarta-feira, dia 14 de Dezembro, tendo em conta as seguintes condições de participação:

Tema:
“Neste Natal o coelho trouxe o lobo-mau, mas o capuchinho não se fica”;

Técnica:
Livre (Bitmap, Vetorial, 3D, Fotográfica, Tipográfica, Generativa, Colagem, Montagem, Pintura, etc…);

Requisitos de entrega:
a) Uma ilustração, nas dimensões 150 x 100 mm, no formato JPEG, em RGB, com a resolução a 300DPI.
b) Um documento no formato RTF, contendo um resumo do processo de criação da ilustração com duas imagens (no mínimo) a ilustrar as etapas, e uma breve nota biográfica do autor para publicar no blog.

Prémio para o melhor postal:
Um exemplar do livro Isidro Ferrer  editado pela Farol de Sonhos (imagem no topo do post)

Júri:
João Tiago (GSA Design);
Marta Madureira (Martamadureira.com);
Pedro Amado (Designlab);

Datas importantes:
Entrega até quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011; [NOVA DATA: quarta feira, 21 de Dezembro de 2011];
Anúncio do vencedor até sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011;
Envio do prémio (via CTT) até sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011;

Licença de divulgação e publicação:
Os participantes que submeterem as ilustrações e o resumo estarão a fazê-lo sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Portugal License.

Uma vez recebidos todos os trabalhos, o júri irá reunir e avaliar todas as ilustrações. Como não somos ricos e só temos um livro para oferecer, vamos atribuir e enviar o prémio ao melhor postal. Se necessário, iremos destacar com menções honrosas todos os trabalhos que o merecerem.

Irá ser avaliada a qualidade estética e técnica do resultado final, bem como a descrição do processo de criação.

O objetivo da atribuição deste prémio é a divulgação do trabalho dos autores, cujo crédito irá ser mantido na totalidade. A criação vencedora irá ser divulgada junto dos melhores profissionais de comunicação nacionais, e iremos publicar aqui os melhores trabalhos para serem vistos, ou impressos e enviados como postal de boas-festas. Por isso, se não participaram na edição anterior, porque estão à espera de o fazer agora?

Aqui ficam mais algumas imagens do prémio a atribuir para ajudar a motivar a criação da ilustração. Bom trabalho e até já!