PO.EX[.D] ou algumas referências de Poesia Experimental Dinâmica

Suncika P. K. @ FBAUP
Suncika P. K. conference on concrete [digital] poetry @ FBAUP, 2018
Já não me lembro quando começou este meu fascínio pela Poesia Visual. Mas, tendo estudado Design Gráfico e desenvolvido uma paixão pela [composição baseada em] tipografia, parece-me um resultado perfeitamente natural. Mas, a verdade é que nunca dediquei muito estudo à sua história. Vou conhecendo as peças pelos facsímiles da Orpheu (ou outras obras como o manifesto Anti-Dantas), ou por um ou outro autor de poesia concreta que me passa pelas mãos.

Revista Orpheu

Mas, em 2017, quando regressei à FBAUP, aproveitei para definir um dos trabalhos de Web Design II como a composição de um poema concreto — não só uma oportunidade de trabalhar não só uma página em RWD, mas também para explorar as capacidades da “recém-publicada” especificação OTVar. Para os amigos, as Variable Fonts.

Em 2018, tivemos uma visita de uma artista digital sérvia — Suncika P. K. — e aproveitamos para explorar a proposta em conjunto. Suncika ampliou as referências fornecidas, passando por artistas menos convencionais que exploramos os meios eletrónicos e digitais, e promoveu uma criação mais autoral. Os trabalhos dos desenvolvidos pelos estudantes foram absolutamente fora de série.

Por isso, este ano, mantive o modelo do projeto. Vai ser a primeira experiência de manipulação interativa do DOM com JS. Ontem fechámos o ciclo de introdução aos conceitos / programação que já tínhamos explorado em LSI, adicionando alguns métodos de acesso e manipulação dos elementos na página. As próximas semanas são dedicadas à criação, composição, manipulação de um Poema Visual [Interativo] com Variable Fonts. E, para isso, decidi dedicar algum tempo a compilar uma lista de autores e referências visuais. À semelhança de LSI, não estou à espera de fazer uma lista “definitiva”, mas assumir este artigo como uma entrada de atualização constante. Para já, ficou com uma lista mais sólida nos “clássicos” estáticos. Alguns autores digitais iniciais — o problema é o acesso à páginas antigas, muitas com Flash ou Java applets! —, e alguns que manipulam outras tecnologias que não são necessariamente HTML+CSS+JS. Sem mais demoras…

Continue reading “PO.EX[.D] ou algumas referências de Poesia Experimental Dinâmica”

Advertisements

Lista de Estúdios e de Designers do porto e do mundo: abri a caixa de pandora!

Ora bem. Depois do feedback do post anterior, na segunda-feira estive a fazer um pente-fino no meu Instagram. Copiei e enviei todos os links para o email e verifiquei os sites há pouco, no computador.

Foi uma tarefa hercúlea, mas senti que tinha conseguido um trabalho decente (ora vejam abaixo o update à lista). Estrategicamente, deixei para o final um punhado de links, de contas que selecionam, filtram e publicam o trabalho de outros: OPO Network; The PT Design; e The Design Kids Porto do Dantas. E alguns sites indexadores: o Indústria Criativa (top, mas tem de tudo…); o AAAtlas enviado pelo Adriano — super seleto; e por fim fui espreitar o Behance.

A ideia era marcar a importância e a utilidade destas plataformas. E deixar à responsabilidade de cada um para fazer a pesquisa. O problema foi a curiosidade… mais concretamente, a curiosidade em saber se o Behance tinha — spoiler alert: TEM! — alguma funcionalidade de pesquisa avançada, que ajudasse a confirmar e descobrir mais referências.

Acho que abri a caixa de pandora… Continue reading “Lista de Estúdios e de Designers do porto e do mundo: abri a caixa de pandora!”

Design Gráfico no Porto er… em Portugal?

Screenshot 2019-02-22 01.09.44.png
“Mashup” descarado da capa da Slanted com o cartaz do Porto by Design ;)

Hoje de manhã, em conversa com um colega (que não foi, mas que bem podia ter sido meu professor!) trocávamos impressões sobre a “cena” atual de design gráfico do Porto e como os estudantes não têm a perceção dos estúdios de design atuais. Mas também fiquei aflito porque… também não sabia muitos nomes. Meti as mãos à obra e compilei uma lista de trabalho!

[update 1: 25 fev] só um update rápido: no Facebook e nos comentários deste post tem aparecido informação relevante e importante para corrigir, organizar e atualizar este post. conto fazer isso em breve! Não está esquecido. Só que entre aulas, aulas extra, aulas extra de aulas extra e gripes de fim-de-semana não deu ainda. Pacífica, United by, Oof, Burocratik, e muitos muitos outros estúdios e designers a acrescentar a partir do meu instagram…

[update 2: 28 fev] vejam o post que se segue para um update à lista e mais, e mais…

Continue reading “Design Gráfico no Porto er… em Portugal?”

On web design trends & aesthetics

“I would rather have bad design on the Internet than just one kind of design!”Suleman, 2018

Já há um par de anos que me debato com este problema. As opções. Normalmente é uma pergunta que surge no âmbito da tipografia—porquê desenhar mais fontes?—mas que tem sido aplicado ao Webdesign—porque não usar apenas um bootstrap?—e ao design editorial (nos últimos meses). Continue reading “On web design trends & aesthetics”

Links do dia: fonts, webfonts, variable fonts, color fonts!

IMG_20180104_232944_270
Julien Priez a editar um dos primeiros carateres de fontes variáveis no workshop do IPCA (janeiro 2018)

Todos os anos, quando o ano letivo se aproxima do fim, surge sempre a promessa: “vou voltar a publicar regularmente no blog!”. Mas nunca se concretiza… talvez seja desta? Desta feita, este ano não é exceção. Aqui ficam os links do dia desta semana: Fontes. Mais concretamente webfonts, variable fonts e color fonts hoje, no browser:

  • Color Fonts: https://color.typekit.com/. Este link é muito especial, pois parte dos demos deve-se em grande parte ao trabalho excelente do Sérgio Martins na Adobe. Vale a pena ver e explorar. Via link original do Tutsplus.
  • Variable Fonts (Axis Praxis): Há pouco tempo, a Joana Correia esteve na FBAUP para lecionar um workshop. Como sempre usamos o site demonstrador/referência do Axis Praxis. Para minha surpresa —bimbo!— descobri que o site dá para fazer o upload e teste de fontes próprias (daquelas que estávamos a desenvolver durante o workshop). O que é excelente, porque nem sempre é prático usar o InDesign ou o FontView para verificar os ficheiros.
  • Variable font specimen: Space Walk. Em janeiro, a convite da Prof.ª Catarina Silva e juntamente com o o type designer Julien Priez, organizámos e lecionámos um workshop introdutório ao desenho e implementação de tipos de letra em variable fonts. Um dos trabalhos de grupo (não desmerecendo os outros), para além de um tipo de letra robusto, resultou num espécimen interativo online espetacular!

 

Bolsa de Investigação em Design

matthew-guay-148463.jpg
Imagem de Matthew Guay

Só um post rápido para divulgar uma bolsa em Design: http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=96588

Candidaturas até dia 20 de dezembro de 2017

Encontra-se aberto um concurso para a atribuição de uma bolsa de investigação para Licenciado no âmbito do projeto ‘Algorithmic Science News Agency’, em curso no U.Porto Media Innovation Labs (MIL), financiado pela Google Digital News Innovation Fund (www.digitalnewsinitiative.com), nas seguintes condições: Aviso

Web Design Podcasts

neonbrand-263815
Imagem por @neonbrand

Quem me conhece sabe que sou um aficionado de podcasts. Um hábito que começou originalmente (em 2003?) com os primeiros podcasts sobre tecnologia (com o TWIT do Leo Laporte), mas que foi mudando e evoluindo. Hoje, passa por uma seleção alargada, desde os programas de rádio, à criatividade, ficção e  lifestyle. E, claro passando pelo Design e pelas tecnologias digitais.

Como tenho estado mais dedicado a estudar e aprofundar o meu conhecimento de Webdesign decidi compilar e atualizar a lista dos principais podcasts que ouço. Existem muitos e a pesquisa e descoberta de novos às vezes é complicada. Aproveitei este tema para correr uma busca no meu podcatcher e no google. Descobri uns quantos novos que vão acrescentar umas horas à minha semana de headphones.

Mas, seguindo com as recomendações que conheço. Os primeiros quatro são aqueles que não hesito em ouvir mal sai um episódio novo. E depois segue-se o resto das minhas subscrições do PocketCasts.

Sem qualquer ordem de importância, ou seriação, estes quatro são os meus preferidos. Não são podcasts para iniciados. Isto é, não são discutidas técnicas introdutórias, e raramente é referida alguma questão técnica específica (a não ser talvez nesta última série do Boagworld). Normalmente fazem entrevistas a pequenas e grandes empresas —na realidade devia dizer a designers—, falam de estratégia e discutem-se casos práticos, o que é excelente. Tenho um apreço especial pela qualidade e ritmo do A Responsive Web Design  e pelo The Web Ahead. São exemplos de como se pode fazer um bom podcast (para não falar da qualidade e velocidade das transcrições online que se podem consultar e pesquisar).

  • Developer Tea*;
  • High Resolution**;
  • Interface Design & Usability Blog*;
  • Internet Marketing Podcast, Web Usability Blog;
  • Iterate*;
  • Motion & Meaning;
  • Responsive Web Design;
  • Style Guide Podcast;
  • The Creative Coding Podcast*;
  • The UX Blog: User Experience Design, Research & Strategy;;
  • UI Breakfast: UI/UX Design and Product Strategy*;
  • User Defenders: Inspiring Interviews with UX Superheroes*;
  • UX Podcast*;
  • UX-radio*;
  • Web Design Therapy;
  • WordPress & Web Desig Tips;

Estes restantes, não desmerecendo, são podcasts que vou ouvindo ocasionalmente, quando sobra tempo, ou o título do episódio é sugestivo. Tenho tentado ouvir mais especialmente o Motion & Meaning, pois animação é um tema que gostava de aprofundar mais em tecnologias nativas.

Nem todos os podcasts são especificamente sobre Web. Outros, fui deixando de ouvir (como o Developer Tea, ou o ShopTalk… que agora é o CodePen Radio?) porque o ritmo, ou a duração, ou a conversa fiada era demasiado para o sumo que traziam…

Mas, voltando à lista. Os que estão marcados com * são sobre produtos digitais de uma forma geral, mas discute-se muito aplicações Web. No entanto, há um em particular que, mesmo não sendo específico sobre web não o podia deixar de destacar. O High Resolution. Nas palavras dos seus autores, este podcast significa para os digital media designers o que o “Helvetica” significa para os designers gráficos. A afirmação é grandiosa e pouco humilde, mas a verdade é que não desilude!

Há uma série de listas online com referências (algumas que conheço e outras que não). Mas vale a pena consultar também. Há sempre uma ou outra para descobrir (como o Front End Five, Presentable, ou o DesignLife? ):

Têm sugestões?