Designing your design research process

Photo by Patrick Tomasso on Unsplash

Nestes últimos três dias tenho estado a dividir o tempo entre o trabalho [no monitor do portátil] e a assistência à fantástica conferência TypeLab [no monitor externo].

Pelo meio das apresentações, o anfitrião — Petr van Blokland — vai “enchendo” o programa com alguns tópicos de interesse. Mas, se isto vos parece que é “meter chaços” no programa, estão completamente enganados. Estes tópicos vão desde coisas muito simples e práticas — como a fantástica demonstração do DrawBot —, a conceitos mais interessantes como a metodologia pedagógica que usa nos cursos que leciona: https://designdesign.space/

Agora há pouco, acabou de falar/explicar o conceito de praticar “escalas” — as Design Scales. Isto remete para a prática constante, as iterações do processo e avaliação do resultado constante, tendo em vista a evolução de uma prática. Como a prática de escalas na música para agilizar os dedos, preparar o corpo, e melhorar a performance.

Continue reading “Designing your design research process”

Bolsa de emprego+investigação em plataformas Web

Bolsa de emprego em plataformas digitais. Foto por Martin Reisch.

Uma das minhas paixões e interesses profissionais é o design e desenvolvimento de plataformas [de comunicação] digitais.

No meio da experiência confusa e fragmentada da atividade profissional, nunca sobra tempo para fazer a investigação (já para nem falar no desenvolvimento) que gostava e que iniciei no Doutoramento.

Pois aqui fica uma oportunidade para quem quer iniciar ou continuar a sua atividade de investigação e desenvolvimento de práticas de design, desenvolvimento e implementação de soluções de plataformas digitais assentes na Web.

Continue reading “Bolsa de emprego+investigação em plataformas Web”

Para quê mais tipos de letra?

Graphic Means Documentary
Graphic Means Documentary, Briar Levit. https://vimeo.com/ondemand/graphicmeans

Neste período de quarentena, tenho aproveitado para tentar ver alguns documentários que estavam na lista para ver mais tarde. Um deles—que é absolutamente genial— foi o Graphic Means.

Num dos clips sobre o “boom” de novos desenhos de tipos com o aparecimento das letras de transfer a seco —AKA Letraset, Decadry ou Mecanorma—, Ken Garland refere que não percebe nem precisa de mais tipos de letra. Para ele chegariam apenas umas dez. E para utilizar, apenas umas cinco. Isto é uma opinião relativamente comum. Continue reading “Para quê mais tipos de letra?”

Tipografia de carateres móveis tradicional e pós-digital

Screenshot 2020-01-15 00.41.02.png

Nos últimos tempos tenho dedicado alguma energia à exploração (prática, teórica, etnográfica) sobre a prática de impressão com carateres móveis em Portugal — AKA Letterpress.

Isto é, desde 2012 que procuro adquirir material e aprender ativamente (nem acredito que já passaram mais de 7 anos!). Em 2015 começamos a levar a coisa mais a sério. Digo começámos, porque eu, a Catarina Silva e o Vítor Quelhas —os meus comparsas destas coisas da tipografia— enveredamos por um trabalho de investigação mais formal — que já foi apresentado, discutido e publicado—, e que esperamos alcançar um grande marco no final de 2020 com a publicação de um livro que compila este tema no contexto nacional e internacional.

Falo da conferência internacional Post-Digital Letterpress Printing que temos estado a organizar e que vai decorrer nos próximos dos 30 e 31 de janeiro de 2020 (inscrições até dia 25!…).

Mas, first things first… Continue reading “Tipografia de carateres móveis tradicional e pós-digital”

PO.EX[.D] ou algumas referências de Poesia Experimental Dinâmica

Suncika P. K. @ FBAUP
Suncika P. K. conference on concrete [digital] poetry @ FBAUP, 2018
Já não me lembro quando começou este meu fascínio pela Poesia Visual. Mas, tendo estudado Design Gráfico e desenvolvido uma paixão pela [composição baseada em] tipografia, parece-me um resultado perfeitamente natural. Mas, a verdade é que nunca dediquei muito estudo à sua história. Vou conhecendo as peças pelos facsímiles da Orpheu (ou outras obras como o manifesto Anti-Dantas), ou por um ou outro autor de poesia concreta que me passa pelas mãos.

Revista Orpheu

Mas, em 2017, quando regressei à FBAUP, aproveitei para definir um dos trabalhos de Web Design II como a composição de um poema concreto — não só uma oportunidade de trabalhar não só uma página em RWD, mas também para explorar as capacidades da “recém-publicada” especificação OTVar. Para os amigos, as Variable Fonts.

Em 2018, tivemos uma visita de uma artista digital sérvia — Suncika P. K. — e aproveitamos para explorar a proposta em conjunto. Suncika ampliou as referências fornecidas, passando por artistas menos convencionais que exploramos os meios eletrónicos e digitais, e promoveu uma criação mais autoral. Os trabalhos dos desenvolvidos pelos estudantes foram absolutamente fora de série.

Por isso, este ano, mantive o modelo do projeto. Vai ser a primeira experiência de manipulação interativa do DOM com JS. Ontem fechámos o ciclo de introdução aos conceitos / programação que já tínhamos explorado em LSI, adicionando alguns métodos de acesso e manipulação dos elementos na página. As próximas semanas são dedicadas à criação, composição, manipulação de um Poema Visual [Interativo] com Variable Fonts. E, para isso, decidi dedicar algum tempo a compilar uma lista de autores e referências visuais. À semelhança de LSI, não estou à espera de fazer uma lista “definitiva”, mas assumir este artigo como uma entrada de atualização constante. Para já, ficou com uma lista mais sólida nos “clássicos” estáticos. Alguns autores digitais iniciais — o problema é o acesso à páginas antigas, muitas com Flash ou Java applets! —, e alguns que manipulam outras tecnologias que não são necessariamente HTML+CSS+JS. Sem mais demoras…

Continue reading “PO.EX[.D] ou algumas referências de Poesia Experimental Dinâmica”

Como planear e conduzir um projeto (de mestrado)

Screenshot 2019-07-17 14.04.44.png
Cronograma genérico das atividades a desenvolver durante  ano letivo dedicado à dissertação de mestrado

Com o ano letivo a terminar (parece que nunca mais se espremem os “finalmentes”), alguns alunos apresentam os projetos que terminaram (a tempo, ufa!). E outros começam a preparar os que vão desenvolver no próximo ano.

O que nem sempre fica claro nestass conversas iniciais que já estão a decorrer é a urgência, o tempo curtíssimo que têm para fazer tudo o que precisam.

Quer dizer, é excelente eles já nos procurarem para afinar os projetos neste final de ano. Mas, à distância, o prazo de término em maio (sim, porque a entrega é no início de junho e ainda é preciso rever e corrigir que demora sempre 15 a 25 dias!) parece sempre que dá tempo suficiente. Mas não!

Este post é o último (acho?) da série académica, onde explico, ou melhor [d]escrevo o que normalmente explico aos alunos durante as orientações para o segundo ano.

Continue reading “Como planear e conduzir um projeto (de mestrado)”

Estrutura de Apresentações

2019-07-03-6B2A0805
Apresentação da conferência de Fábio Duarte Martins

Com o ano letivo a terminar, começam também as apresentações finais de mestrado. Tal como tenho vindo a fazer, este post é o penúltimo guia ou modelo de estrutura que costumo partilhar com os alunos que têm um trabalho de investigação para terminar e apresentar!

Continue reading “Estrutura de Apresentações”

Óptica, Calibração e Design de Tipos

poster_conferência + workshop_fábio duarte martins_poster.jpg
Poster de divulgação @ FBAUP GabCom / Márcia Novais

Estes últimos dias têm sido preenchidos por finalizações de mestrados, rascunhos e submissões de propostas para artigos, comunicações e capítulos, muitos tutoriais e um workshop espetacular de Type Design com Glyphs. Acabaram as aulas, mas até agosto ainda falta um mês inteiro para trabalhar e estudar — coisa que Às vezes os estudantes parecem esquecer… ;)

É neste âmbito que aproveito para divulgar o workshop que tenho estado a preparar com o Fábio Duarte Martins.

Na próxima quarta-feira 3 de julho, às 14:30 no Auditório do Pavilhão Sul (PS01), o Fábio Martins irá apresentar uma conferência sobre Óptica, Calibração e Design de Tipos. A entrada é livre, por isso apareçam! Continue reading “Óptica, Calibração e Design de Tipos”

Estrutura de uma dissertação, relatório de mestrado ou tese de doutoramento

Image result for blueprint
Blueprint paper © ThoughtCo

Ainda na senda do acompanhamento e finalização dos trabalhos de mestrado, aqui fica uma estrutura (para um futuro modelo que está a ser construído e atualizado neste próprio post) de um documento de dissertação, relatório ou tese académica. É uma estrutura compilada a partir de várias fontes (como os dois principais livros de metodologia  que recomendo, da orientação do meu doutoramento pela Prof. Ana Veloso, e dos modelos existentes, p. ex. o modelo de dissertação do Multimédia da FEUP do Prof. Rui Rodrigues) e pretende ser um guia para usar e adaptar conforme a profundidade e aplicabilidade aos diferentes trabalhos. Continue reading “Estrutura de uma dissertação, relatório de mestrado ou tese de doutoramento”

Modelo de estrutura de artigos

T-L-856-Blank-Writing-Frames_ver_1
Blank Writing Frames © Twinkl

Bom, com as aulas e avaliações terminadas, entra a “silly-season” académica de manutenção de currículos, terminar orientações e preparar arguições, coordenação e preparação de projetos, financiamentos, bolsas, concursos,… E, não menos importante, tentar colocar a escrita em dia!

Neste post partilho o modelo estendido que tenho vindo a usar e a partilhar. Continue reading “Modelo de estrutura de artigos”